Poema de agora: Amargamente açúcar – Luiz Jorge Ferreira

Amargamente açúcar

A Leste da Tabacaria…
Tomei o Ônibus…ia com destino a Praça dos Sonhos.
Sempre vou…de calça de Brim …alpercatas puídas.
Um sopro de vida delicadamente guardada no bornal, junto a algumas páginas antigas de um Jornal feito em papiros, escritas em Aramaico.


Dizem do nascimento de um menino visitado por Reis e Magos, que lhe trouxeram presentes, e perguntas, e um punhado de sal, e um raio de sol, e o Arco Íris dobrado, umedecido por uma chuva morna que veio escondida na dobra inferior esquerda, como um Solfejo da Ave Maria de Gounod.

Partículas atômicas, átonas e tônicas, bailavam sobre um engradado pueril de passos rumo ao Porto de Rodes, onde um Colosso fenomenal olhava as Sereias de Ulysses…
O cobrador me espantou assobiando…e cobrou doze Rupias para que eu conseguisse acomodar com folga, o Cisne Negro que viera comigo do Taj Mahal…


Eu vi ao meu lado uma mulher comendo um Damasco e reparei em suas unhas lilás, e uma fileira de fotos presas a um cordão que amarrava sua cintura como uma veste de Capuchinhos.
Atordoadamente ao seu lado, um pequeno anão sacolejava guizos vestido marechalmente a rigor.
A noite, pela janela de vidro rachado em X, quis me chamar de amor.

Achei que quando o Ônibus dobrasse na esquina da Av.Brasil.
Não faria mais frio, e eu voltaria a sonhar.
Hoje subo em mim e galopo pela encosta íngreme do Poente.
Estou melhorando minha dicção para dizer não.
Estou aperfeiçoando meu sim, para dizer não.


Comigo um par de chinelos puídos e duas pedras sujas de terra, são o que restam.
Desenharei Deus.
Com saliva e lágrimas.
O sol as secam.
A dor as abastecem em profusão.
Não encontro meu irmão.
Mas encontro um enorme olhar de saudade, saciando meu coração.
A viagem alucinada é te procurar em mim.

Luiz Jorge Ferreira

 

*Osasco (SP) – Brasil – 11.03.2021

  • Avatar

    Poema ainda quente. Serve s todos os gostos pela impagável poesia de um mestre das palavras. Lindo poema.

    • Avatar

      Obrigado…amigo…estamos juntos nesse labor de criar …
      Eu me orgulho de ser parceiro dessa caminhada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *