Projeto Ajuda Lockdown e Central Única das Favelas se unem em combate à fome

A Central Única das Favelas (CUFA), a Gerando Falcões e a Frente Nacional Antirracista, com a cooperação da Unesco, se uniram na criação do Movimento Panela Cheia com o intuito de arrecadar recursos para a compra de cestas básicas a fim de ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade. Todas estas instituições trabalham incansavelmente para que os alimentos cheguem às mesas de quem necessita, as famílias em comunidades de todo o Brasil.

O movimento começou em São Paulo para todo o Brasil. No Amapá, há também a atuação da CUFA e de seu novo parceiro Ajuda Lockdown, projeto criado de maneira espontânea por jovens engajados nas redes sociais durante o primeiro lockdown deste ano. “Busquei o contato do coordenador da CUFA para doarmos as cestas básicas, pois possuem mais 2 mil pessoas cadastradas. O que conseguimos na arrecadação, entregamos à Central Única das Favelas e a outra parte distribuímos aos vulneráveis que encontramos próximos dos semáforos”, explicou a coordenadora do Ajuda Lockdown, Michelle Rocha.

O número de pessoas sem comida na mesa é alarmante, são 19 milhões de brasileiros com fome. Para que a comida chegue aos vulneráveis, os canais de distribuição contam com o seu apoio. O Ajuda Lockdown criou pontos de arrecadação na cidade para que você possa doar quilos de alimentos não perecíveis:

1. Avenida Carlos Gomes, 1083. Bairro Santa Rita (próximo ao Poeirão).
2. Rua Lucimar Amoras Delcastillho, 410. Bairro Jardim Março Zero (rua do Mercadão dos Medicamentos da rodovia JK).

Para você que prefere doar alguma quantia em dinheiro para que o valor seja convertido em cestas básicas, temos os dados bancários:

Lucas Rilsoney
Banco do Brasil
Agência 2825-8
Conta corrente 229171-1
PIX: [email protected]

Mais informações no contato da Michelle Rocha (96) 99154-7277

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *