Covid-19: Macapá recebe usina de oxigênio da iniciativa privada, resultado da união de esforços do MP-AP junto ao senador Davi e GEA

A procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, participou nesta sexta-feira (26), no Aeroporto Internacional de Macapá, do recebimento da uma usina produtora de oxigênio hospitalar para o Governo do Estado do Amapá (GEA), fruto de doação de uma empresa privada. A chegada do equipamento, orçado em R$ 1,2 milhão, é resultado de pedido do MP-AP e articulação do senador Davi Alcolumbre com o setor privado e GEA. A ação visa sanar a carência do produto na capital amapaense, devido ao agravamento da pandemia de Covid-19 na cidade.

O equipamento foi transportado de Curitiba-PR para Macapá, pelo avião da Força Aérea Brasileira (FAB). Todo o trâmite burocrático da doação foi acompanhado pelo MP-AP junto à empresa doadora, bem como pelo GEA e mandato do senador Alcolumbre.

Segundo informou o senador Davi, por questão estratégica de enfrentamento à Covid-19, o equipamento, que foi doado ao Governo Estadual, será cedido à Prefeitura de Macapá para ser instalado no Centro Covid do Santa Inês, na capital. A Usina doada tem um equipamento extra, que permite o abastecimento de 32 cilindros de 7 metros cúbicos a cada 24 horas.

Ação do MP-AP para abastecimento preventivo de oxigênio

Ivana Cei solicitou, no dia 4 de março, o apoio do governador Waldez Góes e do senador Davi Alcolumbre para adoção de providências para aquisição de mini-usinas de oxigênio destinadas também aos Municípios de Laranjal do Jari e Oiapoque.

A PGJ do MP-AP protocolou as solicitações após participar de reunião do Gabinete de Integração e Acompanhamento ao Coronavírus, órgão da Procuradoria-Geral da República, vinculado ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e com a Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES) do Ministério da Saúde, ocasião em que recebeu informações e orientações sobre estratégias de abastecimento de oxigênio para o Amapá, de forma preventiva.

No último dia 9 de março, o senador Davi Alcolumbre conseguiu, junto ao Governo Federal, a doação de duas usinas de oxigênio. Uma para Laranjal do Jari e outra para Oiapoque. A articulação do congressista foi efetiva pela terceira vez, e hoje Macapá também será aparelhada para a fabricação do produto.

De acordo com Ivana Cei, o MP-AP segue firme no cumprimento da sua missão institucional na defesa da vida e dos direitos do cidadão em tempos de agravamento da pandemia.

Trabalhamos para que a sociedade amapaense não sofra com os colapsos como ocorridos em outros estados da Amazônia. Inclusive, nossa medida servirá de exemplo para outros Estados da Região Norte. Essa ação conjunta é essencial para que o Amapá supere a crise pandêmica. Agradeço ao senador Davi por empreender todos os esforços visando atender o pedido do MP-AP, com um único objetivo, que é diminuir o contágio e preservar vidas”, pontuou Ivana Cei.

Estiveram presentes na entrega da Usina o governador do Amapá, Waldez Góes, o prefeito de Macapá, Antônio Furlan, a deputada federal Aline Gurgel, que representou o senador Davi Alcolumbre e o vereador de Macapá, Eduardo Tavares.

SERVIÇO:

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá
Gerente de Comunicação – Tanha Silva
Núcleo de Imprensa
Texto: Elton Tavares, com informações da Ascom do senador Davi Alcolumbre.
E-mail: [email protected]
Contato: (96) 3198-1616
Contribuírão os fotógrafos Fabiano Menezes e Márcio Pinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *