O show que todo mundo deveria assistir: Poetas azuis gravam DVD de seu novo recital “Enquanto a pele arrepiar”


Por Evelyn Pimentel

A poesia não existe a toa. Elas têm inúmeras funções e missões. Além de recuperar os pedaços perdidos de nós, conforme disse Rubem Alves, a poesia une corações, sensibiliza, demonstra afeto e compartilha experiências, enfim, tudo o que torna uma pessoa mais humana, a poesia ali se faz presente, provocando emoções intensas e, com isso, sensações involuntárias, tais como o arrepio. Experientes na arte de despertar os sentimentos mais nobres do coração, o grupo Poetas Azuis, apresentou na noite da última sexta (11), o recital Enquanto a pele arrepiar.

Grandes influenciadores do cenário da poesia local e nacional, os poetas Pedro Stlks e Thiago Soeiro e Igor de Oliveira, fundadores do grupo Poetas Azuis são sempre muito elogiados pelas maestria e carisma com que se mostram em seus shows. E é claro que o “Enquanto a pele arrepiar” não poderia ser diferente. Preservando o tradicional perfeccionismo com que produzem cada detalhe de seus recitais, o os poetas impressionaram mais uma vez com um cenário encantador que passava, ao mesmo tempo, delicadeza e aconchego.

O repertório escolhido para a noite reuniu composições já conhecidas e queridas pelo público, como Feliz e meio, e as autorais que arrancaram muitos aplausos. A banda, sem dúvidas, foi um brilho a mais no espetáculo. Composta por Igor de Oliveira (Teclado), Vinícius Bastos (Guitarra), Paulo Junior (Contrabaixo) e Paulinho Batera (Bateria), eles representaram o alicerce na missão de fazer com que a poesia alcançasse a todos.

E nos vocais, Pedro e Thiago comandaram os trabalhos. Deixando externar sempre o clima intimista e carinhoso de tratar o público, Pedro estava radiante. Era impossível não se render à emoção que passava em cada verso que cantava. Thiago, responsável por arrebatar nossos corações com suas declamações, estava pleno de confiança de alguém que nasceu para viver aquele momento.

Representando todas as pessoas que passaram pelo palco do grupo, o recital Enquanto a pele arrepiar, que vai virar DVD, contou com a participação do talento de Márcia Fonseca, a doçura de Lara Utzig e a personalidade de Adriana Raquel. Sem dúvida, o registro desta noite representou muito bem a história construída ao longo de seis anos pelos poetas.

Fotos: Jhenni Quaresma
Fonte: blog Desatino.

Meu comentário: peço desculpas aos Azuis. Os poetas me convidaram para ir e eu perdi isso aí, que realmente deve ter sido lindão. Sempre que posso, vou ver as apresentações deles, inclusive também já escrevi sobre o Recital dos Verões (com a também poeta Jaci Rocha), Recital Abraços e espetáculo Quando a Amor Florir”, além do texto da Rebecca (links dos textos aí). Sou fã de Thiago, Pedro & Cia, mas realmente não deu para comparecer. Fica aqui meu pedido de desculpas e votos de ainda mais sucessos aos amigos.

 

  • Que eles são bons não resta dúvida, mas daí dizer que são “grandes influenciadores do cenário da Poesia local e NACIONAL” é o cúmulo do exagero e acaba por comprometer sobremaneira a credibilidade do artigo. Menos menos menos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *