Dramaturgia em dança é tema de oficina no Teatro Porão do Sesc Araxá

sesc1
Mestra em artes visuais Flávia Meireles

Por Alessandra Leite

O Serviço Social do Comércio – Sesc, realiza no período de 6 a 10 maio as atividades do Projeto Dramaturgias e traz nesta primeira etapa, a oficineira Flavia Meireles do Rio de Janeiro que irá ministrar oficina “Dramaturgia em Dança”, com foco o estudo da dramaturgia do corpo. A oficina acontece a partir das 18h no Teatro Porão do Sesc Araxá.

No total são 15 vagas destinadas artistas da dança e artes cênicas e performáticas, estudantes de artes cênicas e interessados em geral com idade a partir de 18 anos. A oficina será ministrada por Flavia Meireles coreógrafa e pesquisadora, mestre em Artes Visuais pela EBA/UFRJ e licenciada em Dança pela Faculdade Angel Vianna. Atua como professora substituta do Departamento de Arte Corporal (UFRJ) e como professora do curso Técnico em Dança da Escola Angel Vianna desde 2005. Alguns de seus trabalhos são: Ocupa árvore (2014), Trabalho para comer (2012) e Sem nome todos os usos (2010). Desde 2011 coordena o grupo de pesquisa Temas de Dança e o site de pesquisa www.temasdedanca.com.br.

A oficina Dramaturgia em Dança tem por objetivo sensibilizar e experimentar o que pode ser a dramaturgia na criação em dança contemporânea. Serão abordados tópicos referentes ao entendimento desse termo na dança, suas funções e campos de experimentação, por meio de exemplos em trabalhos de dança contemporânea recente. Serão abordados também diferentes contextos de produção (brasileira e internacional) e refletiremos sobre circuitos de apresentação e de recepção dos trabalhos.

A oficina vai apresentar ainda uma noção histórico-crítica deste campo na dança, bem como associá-lo a um movimento mais global de contaminação e hibridismo entre as artes, apresentando também uma bibliografia comentada; discutir e relacionar, por meio da apresentação de vídeos de trabalhos artísticos, como pensar dramaturgicamente um trabalho de dança; experimentar por meio de proposições práticas algumas ferramentas que auxiliam no desenvolvimento do pensamento/ação dramatúrgica, ajudando a criar, compor e observar dança.

Desenvolvimento da oficina

A oficina terá uma carga horaria de 20h e terá a seguinte metodologia: Bate-papo introdutório sobre abordagens e processos dramatúrgicos na dança e explanação teórica apresentando uma bibliografia de referência e discutindo-a de modo crítico;

Exercícios e dinâmicas em grupo ou individuais sensibilizando esse olhar e, ao mesmo tempo, exercitando a criação em dança considerando essa abordagem;

Exibição de vídeos de obras coreográficas recentes no intuito de detectar dramaturgias e reinventá-las;

Improvisação e composição de pequenos esboços de coreografias, cenas ou danças, focando no olhar dramatúrgico;

Cada aula será estruturada por apresentação conceitual, discussão de trabalhos recentes em vídeo ou ao vivo e experimentos práticos com os alunos de forma a fazer emergir uma possibilidade de dramaturgia a partir da experiência dos participantes.

Serviço
Assessoria de Comunicação e Marketing
Email: [email protected]
Fone: (96)3241-4440 (Ramal 235) / (96)99134-0130
Site: www.sescamapa.com.br
Facebook: Sistema Fecomércio Amapá

Hoje: Grupo Marco Zero comemora o Dia Mundial da Dança em Macapá

festivaldedança1

Por Jéssica Alves

O grupo teatral Marco Zero realiza nesta quarta-feira (29) uma programação especial em comemoração ao Dia Mundial Da dança. O evento será no teatro sede da companhia, localizado no bairro Perpétuo Socorro, na Zona Leste de Macapá. Cinco grupos vão subir ao palco.

Após as apresentações, ocorrerá a exibição de um documentário sobre danças no Brasil. De acordo com o coordenador de projetos do grupo, Daniel de Rocha, a programação vai incluir inscrições para oficinas de dança e teatro que serão ministradas gratuitamente para a comunidade.

“Nosso evento busca agregar as pessoas que estão envolvidas na arte da dança para celebrar esta data especial. Vamos estar com os grupos e também inscrevendo pessoas que estão interessadas em ingressar nesta arte e também no teatro”, falou.

Esta é a primeira vez que o grupo celebra o dia da dança com uma programação diferenciada e, de acordo com o coordenador, o projeto deve ser incluído no calendário de eventos do grupo como uma forma de valorização e divulgação das artes cênicas.

“Nosso grupo existe há quase 30 anos buscando a valorização por meio de eventos, espetáculos e exposições. É a primeira vez que estamos comemorando o Dia Mundial da Dança aqui no teatro e vamos reunir os grupos de dança para fazerem lindas apresentações”, falou.

O projeto conta com o apoio do Ministério da Cultura, governo do Amapá e faz parte do movimento de inclusão social do Teatro Marco Zero. “Acreditamos que a arte é um valioso passaporte para a compreensão das coisas ou, uma imensa fenda, contra o mito da caverna.
Oferecer cultura para a formação do cidadão, além de ser privilégio, resolve hipoteticamente na somatória, aquele bem que deixamos de fazer e nem percebemos” enfatiza Tina Araújo, atriz, diretora e presidente do grupo.

Serviço:
Dia Mundial da Dança
Local: Teatro Marco Zero – avenida Oscar Santos, 397, Perpétuo Socorro
Data: 29 de abril de 2015
Hora: 20h
Entrada gratuita
Classificação: livre

Fonte: G1 Amapá

Hip-Hop: hoje rola a “Batalha Amapá”

10345556_839102569497795_2209234300713242049_n

Hoje (24), a partir das 18h, no Teatro das Bacabeiras, rola a “Batalha Amapá”.Há 11 anos, o Instituto de Cultura Hip-Hop promove a competição de dança. O torneio contará com 16 concorrentes que serão avaliados por jurados amapaenses e de outros estados. Os dois melhores dançarinos irão para a Bahia, no dia 16 de maio, disputar a final nacional promovida pela Red Bull. Além de um prêmio de R$ 5 mil, o campeão vai para a Itália, onde no dia 14 de novembro ocorre o campeonato mundial.

Na história do hip-hop dois brasileiros já conquistaram o título de melhor B.Boy do mundo: “Pelezinho” e “Neguim”. O atual campeão é o coreano B. Boy Hong Ten.

O hip-hop é uma dança de rua que nasceu nos guetos americanos nos anos de 1970 para substituir a violência das brigas entre gangues.

Fonte: SelesNafes.Com

Hoje rola Projeto Fim de Tarde no Prato de Barro

15529_10204123419706800_7266096370366687575_n

Hoje (16), a partir das 19h, no restaurante Prato de Barro, vai rolar mais uma edição do Projeto Fim de Tarde. O evento contará com show musical de Mayara Braga e convidados. A noite cultural também terá apresentação de dança com o Grupo Flor Pequena. A poesia desta edição ficará por conta do Grupo +Art.

O Projeto Fim de Tarde consiste em música, poesia, dança e gastronomia. E será realizado de 19h às 22h. Uma ótima opção para esta quinta-feira.

Serviço:11150221_10204123411146586_83566077407082568_n

Projeto Fim de Tarde (música, poesia, dança e gastronomia)
Hoje: 16/04/2015
Local: restaurante Prato de Barro, localizado na Rua General Rondon 2839 (duas quadras atrás da sede do Trem).
Hora: de 19h às 23h.
Couvert: R$ 5,00

Elton Tavares

Festival de dança procura novos talentos; premiação soma R$ 5 mil

dança1

Por Fabiana Figueiredo

Dançarinos terão a oportunidade de mostrar o talento no 1º Festival Estrela de Dança (Fied), que vai acontecer em Macapá. A proposta do festival é divulgar a arte da dança, formar plateias e encontrar talentos do segmento no Amapá.

Segundo a idealizadora do Fied, Melissa Ribeiro, postura, criatividade e pontualidade serão os critérios de avaliação dos dançarinos que vão fazer apresentações nos dias 18 e 19 de abril, no Teatro das Bacabeiras. O resultado será divulgado no dia 20 de abril.

“Esse festival é um sonho, já que existem poucos festivais competitivos realizados no estado. A proposta é encontrar novos talentos da dança”, comentou a idealizadora do Fied, que é bailarina de dança do ventre há 17 anos no Amapá.

s categorias são: infantil (de 6 a 12 anos), solo feminino, solo masculino, duo (a partir dos 15 anos), contemporâneo e livre (a partir dos 13 anos). Os prêmios em dinheiro e troféus serão para os primeiros e segundos lugares de cada categoridança11a. Os terceiros lugares vão receber troféu. Os prêmios somam mais de R$ 5 mil.

A entrega da premiação será no dia 20, quando os grupos vencedores farão uma nova apresentação na praça de alimentação do shopping.

Serviço

1º Festival Estrela de Dança (Fied)
Dias: 18 e 19 de abril
Mais informações: (96) 99113-5522.

Fonte: G1 Amapá

Curso de Dança de Salão encerra com participação de bailarino carioca

salao

Encerra hoje, 10, o curso de Dança de Salão do CEU das Artes, promovido pelo grupo Ói Nóiz Akí. A última aula será ministrada por um convidado especial: o bailarino Magno Matias, idealizador e realizador do projeto “Baixada In Dança”, considerado um dos maiores eventos de dança de salão da baixada fluminense e zona norte carioca.

Foram três meses de curso gratuito, todas as segundas, quartas e sextas-feiras. A comunidade participou em peso, garantindo turmas lotadas, com no mínimo 80 pessoas, com aulas performáticas, ministradas pelo professor Maicon Rigor. O CEU, que já é referência de modelo cultural de Macapá e do Amapá, se enchia ainda mais de som e calor humano.

O grupo Ói Nóiz Akí é a entidade responsável pela primeira ocupação artística do espaço, selecionado pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), através de Edital Funarte de Ocupação dos CEUs das Artes.

Serviço:

Data: 10/04 (sexta-feira)
Horário: das 18h às 20h
Local: CEU das Artes
Contato: Rita Torrinha/Asscom Fumcult – 9 9189-8067

CULTURA: Inscrições abertas para o Primeiro Festival Estrela de Dança

garden

Estão abertas as inscrições para o Festival Estrela de Dança – Fied, que acontecerá nos dias 18 e 19 de abril no Teatro das Bacabeiras. Esta será a primeira edição do evento, e tem como objetivo principal divulgar a dança no Estado, e formar plateia para este segmento cultural.

A coordenadora e idealizadora do Fied, Melissa Ribeiro, informa que diversos pontos como postura, criatividade e pontualidade serão avaliados. E, que os vencedores receberão a premiação no dia 20 de abril no Amapá Garden Shopping e farão uma apresentação especial.

O Festival está dividido em duas categorias, Infantil de seis a dose anos, e a Juvenil/Adulto a partir de 13 anos. Qualquer grupo ou companhia de dança do Estado pode participar. As inscrições vão até 13 de abril, ao valor de R$ 25,00 por bailarino”, informa.

O posto oficial de inscrições é no Amapá Garden Shopping, em frente à praça de alimentação, a partir das 14h até às 22h.

O espetáculo é gratuito, indicado para toda a família.

Flávia Fontes
Assessoria de Comunicação do Amapá Garden Shopping

Picadeiro Cidadão da SIMS encerra atividade nesta sexta

dança

Durante seis meses, desde a entrega da primeira etapa do Conjunto Habitacional Cidade Macapaba, em junho de 2014, que o projeto Picadeiro Cidadão, gerenciado e coordenado pela secretaria de estado de Inclusão e Mobilização Social (SIMS), desenvolve atividades socioculturais de habilidades circenses para crianças e adolescentes que habitam o residencial construído pelo governo federal em parceria com o governo do Estado.

E nesta sexta-feira, 12, o projeto vai encerrar suas atividades, oferecendo um espetáculo infanto-juvenil que traz como tema “Brincantes do Circo”. A apresentação acontecerá na lona de circo montada dentro do conjunto Macapaba, às 17h, e terá participação de aproximadamente 100 crianças, com números de equilibrismo, malabarismo, acrobacia de solo e aérea.

Segundo a secretária em exercido da SIMS, Alice Ribeiro, o evento vai marcar o encerramento do projeto no governo Camilo Capiberibe. “Foram seis meses de atividades permanentes do circo-escola, desde a inauguração da primeira etapa do conjunto e com resultados superpositivos à comunidade, conforme depoimentos dos próprios moradores”, pontuou.

A moradora Aline Barros tem seu filho José Carlos matriculado no circo-escola e diz que ele, ao longo desses seis meses, apresentou bons rendimentos de envolvimento com a arte-educação. “José ficou mais obediente, gostava de sair de casa para brincar na praça e, a partir do momento em que eu o matriculei no projeto, agora às vezes até se chateia quando eu não acordo ele pra ir ao circo”, disse.

Fonte: Jornal Diário do Amapá

Dançarinos do Teatro Bolshoi realizam workshop de dança clássica e contemporânea no AP

dança

Por Daian Andrade

Os amantes das danças clássicas e contemporâneas poderão participar de um Workshop de Balé Clássico e Dança Contemporânea, que será realizado a partir da próxima segunda-feira (15). As inscrições estão abertas e as aulas serão realizadas no período de 15 a 21 de dezembro, sendo ministradas pelo bailarino Valdenir Oliveira, formado em Dança Clássica e Contemporânea e a amapaense Leilane Barbosa, ambos vindos da Escola do Teatro Bolshoi, Santa Catarina–Joinville, na Escola Agessandro Rêgo Escola de Dança.

O curso, além de agregar o segmento do Balé Clássico, envolve também técnicas de Dança Contemporânea. Será dividido em duas turmas: uma para iniciantes e outra avança. Poderão participar pessoas com experiência em dança a partir de 9 anos. O valor do curso corresponde a R$ 100 para aqueles que desejarem se inscrever no Balé Clássico (uma hora e meia de aula por dia) e R$ 150 (três horas e meia por aula) no Balé Clássico e no Contemporâneo.

Leilane Barbosa é amapaense formada em Balé Clássico pela Escola de Teatro Bolshoi no Brasil. Leilane saiu do estado quando tinha 10 anos em busca de realizar seu sonho. “Hoje minhas filhas têm 21 e 22 anos, saíram daqui para o Bolshoi, com dez e onze anos. Estudaram durante oito anos, uma formação de um curso técnico em Dança Contemporânea e Clássica pelo Bolshoi. Sempre teve um clamor para minhas filhas realizarem um curso para mostrarem tudo àquilo que elas aprenderam durante todo esse tempo”, diz Itamar, mãe de Leilane.

Já Valdenir Oliveira é formado em Balé Clássico e Dança Contemporânea pela Escola do teatro Bolshoi no Brasil e professor da Escola Bolshoi. Bailarino de renome internacional.

Bolshoi no Brasil

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é a única Escola fora da Rússia. Seu ideal é o mesmo da Escola Coreográfica de Moscou, criada em 1773: proporciona formação e cultura por meio do ensino da dança, para que seus alunos se se tornem protagonistas da sociedade.

A expectativa dos organizadores do Workshop que no dia 21, possa ter uma apresentação de Leilane e Valdenir. O Workshop de Balé Clássico e Dança Contemporânea acontece no período de 15 a 21 de dezembro, na Escola de Dança Alesandro Rêgo, que fica na Avenida Acelino de Leão, 926, bairro do Trem. Os candidatos deverão entrar em contato para realizar sua inscrição pelos telefones: 981305858 /322223400/ 991481561.

Fonte: Jornal do Dia

Grupo de dança mostra arte popular do MA em espetáculo no Amapá

dança1

Por Fabiana Figueiredo

A dança Cacuriá, com influências da festa do Divino Espírito Santo realizada no Maranhão, serviu de inspiração para a produção do espetáculo de dança “Cacuriá de Dona Teté”, do grupo artístico Laborarte. O número musical, que já tem 28 anos de apresentações, foi contemplado pelo Prêmio Klauss Vianna de Dança 2013, do Ministério da Cultura, e está em circulação pelo norte do país. Nesta quinta-feira (4) e sexta-feira (5), os macapaenses vão poder assistir o espetáculo gratuitamente em duas sedes de escolas de samba.

“Curiacá de Dona Teté” faz parte do projeto Vamos Cacuriá Brasil, que promove o intercâmbio e a divulgação da arte popular do Maranhão através de oficinas, vivências e o espetáculo.

Atualmente, 32 dançarinos, quatro caixeiras – mulheres devotas do santo que tocam as caixas de percussão – e mais cavaquinho, violão, flauta e efeitos percussivos compõem o “Cacuriá de Dona Teté”, um espetáculo alegre, dinâmico e dançante. As coreografias também são criadas a partir dos movimentos dos pássaros e animais destacados nas letras das canções.

No Amapá, o projeto visitou o distrito de Mazagão Velho, no município de Mazagão, distante 32 quilômetros da capital, nos dias 2 e 3 de dezembro. Na localidade, a comunidade conheceu a cultura maranhense e a manifestação cultural religiosa que envolve o mesmo santo festejado na Festa do Divino naquele município.

Nesta quinta-feira (4), o espetáculo será apresentado na sede da Escola de Samba Boêmios do Laguinho, às 20h, no bairro Laguinho, Zona Norte de Macapá.

Na sexta-feira (5), o “Curiacá de Dona Teté” poderá ser visto na sede da Escola de Samba Piratas da Batucada, na Orla da capital, a partir das 20h.

Serviço:

Espetáculo de dança “Curiacá de Dona Teté”
Entrada: gratuita
Dia: 4 de dezembro
Local: Sede social da Universidade de Samba Boêmios do Laguinho, no bairro Laguinho
Hora: 20hs
Dia: 5 de dezembro
Local: Caverna do Rei do Carnaval, na Orla de Macapá, bairro Santa Inês.
Hora: 20h

Fonte: G1 Amapá