Secult define Plano de Ação para recepção de 1.100 turistas

Transatlântico americano Prisidon
A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), em parceria com as secretarias de Estado do Turismo (Setur) e Trabalho e Empreendedorismo (Sete) traçaram, nesta quarta-feira, 12, o Plano de Ação para receber 1.100 turistas estrangeiros, que chegarão amanhã, 13, a bordo do transatlântico americano Prisidon ao Porto da Companhia das Docas do Amapá, no município de Santana. A iniciativa visa promover a cultura amapaense e alavancar o turismo local oportunizando a venda do artesanato, movimentando assim o comércio local.

A reunião foi realizada na sede da Sete, localizada na zona sul de Macapá. Entre as medidas estabelecidas no encontro, foi definido que o grupo Marabaixo Sacaca se apresentará no Porto, durante o desembarque. Uma frota de 11 ônibus fará o transporte dos visitantes de Santana a Macapá, onde eles conhecerão pontos turísticos da capital amapaense.

Durante a manhã e a tarde desta quinta-feira, os turistas visitarão o Monumento do Marco Zero do Equador, Orla do Santa Inês, Fortaleza de São José de Macapá, Praça do Forte, Praça do Coco, Complexo Casa do Artesão, Complexo Beira Rio e centro comercial de Macapá.

A ação contará com a colaboração de cerca de 10 tradutores voluntários, intérpretes estudantes da Escola de idiomas Skill, Escola Estadual Antônio Messias, escolta da Polícia Militar do Amapá (PM/AP) e 20 guias turísticos, que acompanharão os visitantes aos pontos turísticos da capital.

De acordo com o titular da Secult, Zé Miguel, os turistas passarão 16h em Macapá. “O Amapá possui um grande potencial turístico. Como estamos na rota dos grandes cruzeiros, temos que aproveitar a oportunidade e acolher bem os turistas. Assim, promoveremos a nossa cultura e temos a oportunidade de mostrar as belezas da capital amapaense”, explica Zé Miguel.
Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Governo paga consignações após levantamento da PROG

Juliano Del Castillo – Foto: Sal Lima
O pagamento dos contratos de consignações descontados na folha de pagamento dos servidores e não repassados para as instituições financeiras, e de planos de saúde serão quitados no final de janeiro. A garantia foi dada pelo secretário de planejamento do Estado, Juliano Del Castillo, que explica: os repasses só serão liberados mediante a constatação da legitimidade dos contratos, atestada pela Procuradoria Geral do Estado (PROG).

Ao todo, 18 empresas aguardam pagamento, que totaliza o valor de R$ 55 milhões. “A idéia do governador Camilo é regularizar os pagamentos das consignações de 2008 para cá. Ainda estamos tomando conhecimento destas pendências, porque a Seplan não está a par de todo os detalhes destes contratos. Estudaremos os casos para podermos efetuar estes pagamentos. Os pedidos estão chegando dos bancos, de forma individualizada, referentes aos parcelamentos”, pontua o titular da Seplan.

“Após a quitação dessas pendências, faremos o repasse para as instituições de maneira correta, com os recolhimentos devidos como Pasep, INSS e outros tramites fiscais da Lei. Tudo dentro da disponibilidade orçamentária do Estado”, explica Del Castillo.

COMPROMISSOS ASSUMIDOS

Segundo o titular da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Tesouro (Seplan) os compromissos assumidos pelo governador Camilo Capiberibe serão pagos em dia. De acordo com Del Castillo, a prioridade é regularizar a Folha de Pagamento dos servidores estaduais, de dezembro de 2010. Além de assegurar a quitação e funcionamento de serviços básicos, como Saúde e educação. As pendências deixadas pela antiga administração do Amapá somam R$ 284.680 milhões.

“Pagaremos nossos fornecedores em dia. A ordem partiu do governador Camilo Capiberibe, pois desta maneira teremos credibilidade junto aos prestadores de serviços e assim vamos garantir a manutenção e o bom funcionamento dos órgãos públicos. Iremos sanear as dívidas de acordo com nossa avaliação. Pagaremos o que for constatado que está dentro da Lei e que de fato foi fornecido ou prestado, dentro das condições financeiras do Estado”, ressaltou Del Castillo.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Mudanças..

                                                                                               Por Elton Tavares

Todo início de ano a palavra de ordem é mudança. Mas a dita modificação é, quase sempre, difícil para a maioria de nós. É uma tal de dieta, um tal de parar de fumar, mas vou me ater, neste post, ao novo emprego ou novos desafios dentro da sua área de atuação.

Vamos por parte. Você está habituado com sua equipe, com seu local, com a forma de trabalho, enfim, tudo que engloba o seu dia-a-dia profissional. Mudanças nestas particularidades são meio conturbadas, até a sempre demorada adequação.

Bom, todo este rodeio é para dar as boas vindas aos novos colegas e agradecer aos antigos por todo o aprendizado, ajuda, parceria e boa vontade com este jornalista que vos escreve. Dentre a turma que sai, fiz grandes amigos que levarei para a vida toda. Valeu queridos, a gente se encontra nas pautas e nos bares (risos).

Governador do Amapá concede beneficio ao efetivo do Bope

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, divulgou esta semana por meio do twitter a liberação para publicação dos decretos 1526 e 5223 de 29 de dezembro de 2010. Os decretos assinados pelo ex-governador Pedro Paulo tratam da gratificação para Batalhão de Operações Especiais (Bope) e convocação de 42 novos delegados aprovados em concurso.


Segundo divulgou no twitter, o governador Camilo considera o retorno em termos de segurança pública muito maior dos que o custo para o erário. Durante a solenidade de posse dos nossos secretários, ocorrida nesta sexta-feira, 07, o governador afirmou que o a gratificação no valor de R$ 1.432,00 será incorporada a partir do pagamento de janeiro de 2011. Ao todo, 65 militares serão gratificados.

“Este benefício valoriza o policial do Bope, pois estes militares trabalham em alto risco e possuem mais treinamento do que o restante da corporação da PM. Esta medida motiva o servidor, fortalece a segurança pública e ajuda na manutenção da paz”, disse o governador.

Para o secretário de Estado da Justiça e Segurança Pública, Marcos Roberto, a decisão do governador em conceder o benefício ao grupamento foi acertada. “O trabalho do Bope é importantíssimo para a manutenção da Segurança Pública no Estado. Esta gratificação foi pedida pelos integrantes do Batalhão durante uma reunião, realizada na última terça-feira, 04, entre o efetivo do Batalhão e o governador Camilo Capiberibe”, explicou Marcos Roberto.

A convocação de 42 novos delegados de Polícia Civil, aprovados no último concurso público, suprirá as necessidades de cada região do Estado. Outra medida na área da segurança será o fortalecimento da Polícia Comunitária, que consiste no trabalho conjunto entre PM e comunidade, denunciando criminosos e sugerindo ações para a melhoria da segurança pública.

“Entendemos que segurança pública é tão importante quanto Saúde e Educação. Por isso precisamos valorizar o trabalho dos homens e mulheres que compõem o efetivo da PM”, concluiu o governador.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Energia elétrica é normalizada em Laranjal do Jari

Governador Camilo Capiberibe
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, anunciou, na quarta-feira, 05, o parcelamento da dívida do Estado com a empresa SoEnergy Sistemas Internacionais de Energia, responsável pelo abastecimento de energia elétrica nos municípios de Laranjal do Jari, Vitória do Jari e Oiapoque.

De acordo com o governador, o débito contraído na gestão passada é de R$ 6 milhões. A medida normaliza o abastecimento no município de Laranjal, terceiro maior do Estado, onde a população de 45 mil habitantes sofria, há meses, com um racionamento de energia elétrica de até 6h.

A primeira parte do parcelamento, no valor de R$ 500 mil, foi paga nesta quinta-feira, 06. Já a segunda, no valor de R$ 1,5 milhão, será repassada até a próxima quarta-feira, 12, para a Soenergy. O restante da dívida será paga posteriormente, de acordo com a arrecadação da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

“Estamos cumprindo uma promessa de campanha feita aos jarilenses. Assumi o compromisso de resolver o caos que se instalou naquele município. Centenas de famílias não podem pagar pelo descaso administrativo que havia se instalado no Estado. Este é o nosso compromisso, trabalhar em prol da população Amapaense”, afirmou Camilo Capiberibe.

Segundo o diretor presidente da CEA, José Ramalho de Oliveira, a SoEnergy foi contratada, pela Eletronorte – que vende energia para a Companhia – para gerar energia elétrica nos três municípios que estão fora do sistema central de abastecimento da CEA. O Sistema Central utiliza a energia produzida na Usina Hidrelétrica do Paredão, localizada na cidade de Ferreira Gomes, e de Termoelétricas, energia produzida por motores movidos a óleo diesel, do município de Santana.

“Esta medida é emergencial. O próximo passo é a negociação do contrato com a SoEnergy, vigente até maio de 2011, no valor mensal de R$ 880 mil. Nossa intenção é diminuir este valor, para que se adéqüe a realidade do orçamento da CEA”, explicou José Ramalho.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Coronel Rezende recebe a missão de comandar a PM do Amapá

Coronel Rezende – Foto: Sal Lima.

O coronel Pedro Paulo da Silva Rezende é o novo comandante geral da Polícia Militar do Amapá (PM/AP). Ele tomou posse na terça-feira, 4, em cerimônia realizada no Comando Geral da Corporação, em Macapá, substituindo o coronel Walter Soares de Oliveira. Participaram da solenidade o governador do Amapá, Camilo Capiberibe, secretários e outras autoridades.


De acordo com o novo comandante, sua gestão fortalecerá a filosofia da Polícia Comunitária, que consiste na participação direta da comunidade em denunciar crimes e propor sugestões, trabalhando em conjunto com a PM, com o objetivo de melhorar a segurança pública no Amapá. Para ele, é a alternativa mais eficaz de melhorar o serviço e intensificar a relação entre Polícia e sociedade em geral.

“A defesa social é o nosso compromisso com a nossa população. Nossa missão não é somente reprimir o crime, queremos prevenir a violência urbana e familiar, além dos diversos fatores que levam o cidadão a se tornar um criminoso. O policiamento comunitário é prática fundamental para o êxito desta tarefa”, explicou Pedro Paulo Rezende.

O governador Camilo Capiberibe explicou que reduzir a criminalidade é uma de as principais metas. “O policiamento do Estado é um trabalho duro, feito por homens e mulheres de muita coragem. A segurança pública é tão essencial quanto à saúde e a educação e, no meu governo, mesmo com as dificuldades financeiras que se apresentam, darei total apoio a este setor, afirmou.

Cerimônia – Foto: Sal Lima.

Em seu pronunciamento de despedida, o coronel Walter Oliveira agradeceu o apoio da família e da corporação pelo empenho durante sua gestão. “Agradeço a todos os policiais militares e a minha família. Saio com o sentimento de dever cumprido”, declarou o ex comandante.

PERFIL

O coronel Pedro Paulo da Silva Rezende tem 42 anos de idade, é casado e pai de quatro filhos. O comandante nasceu em Belém (PA) e ingressou na PM/AP em 15 de março de 1990. O oficial é bacharel em Direito, formado pela Universidade Federal do Amapá (Unifap) em 2000, e é especialista em Gestão Estratégica em Segurança Pública, pela Universidade Federal do Pará (Ufpa).

Na carreira como agente da segurança pública Pedro Paulo da Silva Rezende tem as graduações: Curso de Formação de Oficiais da Reserva, no Exército Brasileiro (1987); Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais na Polícia Militar do Pará (1997); Curso de Direitos Humanos e Cidadania; Curso de Técnica em Ensino Militar (2004); Curso Superior de Polícia na PM do Pará (2005) e Curso de Multiplicador de Polícia Comunitária (2009).

Policial há 20 anos, o novo comandante possui grande experiência na vida militar, ele ocupou os cargos de comandante da 3° Pelotão Policial do município de Oiapoque (1992-1994); Comandante da Companhia Independente de Radiopatrulha (1999-2000); Comandante da Guarda Municipal de Macapá (2001-2003) e assessor de corregedor da PM/AP.

VISITA E REIVINDICAÇÃO

Antes da solenidade de troca de comando da Polícia Militar, o governador Camilo Capiberibe esteve no Quartel do Batalhão de Operações Especiais da PM (Bope). Durante a visita, foi apresentado a ele um balanço das atividades da unidade e suas dificuldades sobre as condições de trabalho.

O governador prometeu melhorar a estrutura do Bope, dentro das condições orçamentárias do Estado, com o objetivo de melhorar o combate ao crime no Amapá.

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Augusto Oliveira assume o Instituto de Pesquisas do Amapá

Augusto Oliveira – Foto: Irineu Ribeiro.
O Doutor em Desenvolvimento Socioambiental, Augusto Oliveira, assumiu na última segunda-feira, 3, o cargo de diretor presidente do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa). O novo gestor prometeu dar continuidade aos projetos desenvolvidos no órgão.

Augusto Oliveira substitui Benedito Vítor Rabelo. Segundo o novo diretor, sua missão será conduzir o Iepa de maneira correta e objetiva, com o compromisso de manter a credibilidade do órgão junto à população amapaense.

A valorização dos servidores, pesquisadores e de atividades de gestão; apoio aos Centros de pesquisa e seus laboratórios; reestruturação do Museu Sacaca e da Incubadora de Empresas, além do resgate da Fundação Social do órgão, foram pontos citados como prioridade pelo gestor. “Precisamos recolocar o Iepa em sua trajetória institucional, isso quer dizer, reaver sua Fundação Social”, afirmou Augusto Oliveira.

O novo gestor também irá fortalecer e dar continuidade em pesquisas e projetos em diversas frentes, como por exemplo: plantas medicinais, recursos hídricos, hidrometeorologia e energias renováveis, meteorologia e arqueologia, dentre outras.

“A população do Amapá precisa ver na instituição um espaço de valorização dos saberes científicos, aliados aos conhecimentos tradicionais, como alternativas para construir soluções às demandas sociais e econômicas”, explicou.

PERFIL

O novo gestor do Iepa tem 46 anos, é casado, tem dois filhos e é natural de Belém (PA). Augusto Oliveira já trabalhou no IEPA, onde ocupou os cargos de pesquisador, secretário de Ciência e Tecnologia; diretor de pesquisa e presidente.

Outras atividades desenvolvidas por Augusto Oliveira foram: bacteriologista clínico, no Laboratório Central de Saúde Pública do Amapá (Lacem); coordenador da Fundação Nacional de Saúde do Amapá (Funasa); secretário de Turismo e Meio Ambiente do município de Santana e professor universitário, professor na Universidade Federal do Amapá (Unifap), nas faculdades de Macapá : Atual, Iesap, Fama e outras instituições fora do Estado.

Na vida acadêmica, Augusto possui as seguintes graduações: doutor em Desenvolvimento Socioambiental, pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos; Mestre em Política e Gestão Ambiental pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Brasília (UNB); Farmacêutico e Bioquímico pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e Historiador-licenciado e bacharel pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP).

Augusto Oliveira é autor e co-autor das obras literárias:

Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Sustentável do Amapá e as experiências do IEPA (1995-1998), publicado pelo Iepa; Farmácia da Terra “ Plantas medicinais e alimentícias, publicado pelo Iepa; Amazônia, Amapá, publicado pela Editora Paka-tatu; A Cultura do Amapá em Fotografias; Um olhar etnofotográfico sobre a Ilha de Santana, publicado pela Editora Genildo Batista; Política e Gestão Ambiental e Saberes Tucujus, publicado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema); Brilho de Fogo e outros poemas de amor, publicado pela Editora Sccortecci.
Serviço:
Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá (Iepa).
Localizado na Avenida Feliciano Coelho, nº1509, bairro do Trem, Macapá.
Augusto Oliveira – Diretor Presidente do Iepa.
Contato: 9974099.
Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

IPEM – AP realiza Operação Volta às Aulas em janeiro de 2011

O Instituto de Pesos e Medidas do Amapá (Ipem/AP) realizará na primeira quinzena de janeiro de 2011, em estabelecimentos comerciais de Macapá e Santana, a “Operação Volta às aulas”. Quatro servidores do órgão estão à frente da ação, que tem o objetivo de tirar de circulação materiais e uniformes escolares em situação de irregularidade. Empresas com produtos inadequados serão notificadas, terá a mercadoria apreendida e pode, inclusive, ter o ponto de venda interditado.

Ao todo, 38 estabelecimentos catalogados no Ipem serão visitados, além dos casos de denúncias recebidas pelo órgão. A fiscalização, que pode durar de uma a duas semanas, é uma determinação do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) e acontecerá simultaneamente em todo Brasil.

De acordo com o coordenador técnico do Ipem-AP, Raimundo Gaudêncio, os comerciantes vêm ao longo dos anos se adequando aos padrões impostos pelo órgão, mas ainda há casos de irregularidades. Em 2008 cinco casos foram detectados. Em 2009 já houve a queda para três ocorrências e em 2010 ocorreram somente dois registros. “Este retrospecto mostra que nossas fiscalizações surtem efeito e protegem os consumidores do Amapá”, avalia Gaudêncio.

Segundo o coordenador, quando detectadas irregularidades, o material é levado para ser avaliado no Laboratório do Ipem. Se confirmada a inadequação, os produtos são apreendidos. Se não oferecerem riscos aos estudantes, são doados para instituições cadastradas no órgão.

A operação vai agir em duas frentes: a fiscalização de estabelecimentos que comercializam cadernos, borrachas, lápis, resmas de papel, entre outros itens escolares e a fiscalização de malharias, que confeccionam uniformes para as instituições de ensino.

“A fiscalização observará a metragem, textura, quantidade e qualidade do material escolar. Por exemplo, observaremos se uma resma de papel tem o número de folhas que consta em sua embalagem. No caso dos uniformes, as etiquetas deverão especificar a forma de lavagem da vestimenta e se estiver em língua estrangeira o produto precisa ter também as especificações em Português”, explica Raimundo Gaudêncio.

SERVIÇO:
Instituto de Pesos e Medidas do Amapá (Ipem/AP).
Telefone da Ouvidoria do Ipem: 0800-80-8844.
Raimundo Gaudêncio – Coordenador Técnico do Ipem.
Contato: 91667357.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Museu da Imagem e do Som do AP divulga resultados de 2010

O Museu da Imagem e do Som do Amapá (MIS-AP) concluiu o levantamento das atividades desenvolvidas durante todo o ano de 2010 e considera como positivos os resultados. De acordo com o diretor da instituição, Alexandre Brito, o documento contabiliza as ações do órgão no setor Audiovisual. A equipe está satisfeita com o número de atividades desenvolvidas, no intuito de fomentar e promover a cultura amapaense, incentivando também a formação de público.

A digitalização de 90% do acervo fotográfico, que contabiliza 13 mil imagens, a realização de oficinas de fotografia e de artes cênicas, exibições do clube de cinema e o apoio na realização do 7º Festival da Imagem e do Som (realizado início de dezembro), estão entre as principais realizações do MIS, elencadas detalhadamente no “Relatório de atividades do MIS 2010”.

O Museu é vinculado à Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e funciona no segundo andar do Teatro das Bacabeiras, no centro de Macapá. Fundado em 2007, a sua criação aconteceu quando a antiga Fundação de Cultura do Amapá (Fundecap) tornou-se Secult.

A missão da instituição é preservar, mapear e divulgar registros audiovisuais referentes à história e à cultura do Amapá, através de ações de educação patrimonial, eventos que promovam elementos de nossa cultura e de formação de produtores audiovisuais.

Alexandre Brito explica que o tratamento adequado do acervo: catalogação, digitalização e facilitação do acesso às fotografias, slides, vídeos, filmes e áudios que compõem a reserva técnica do MIS é essencial para a memória da cultura amapaense, como em qualquer sociedade. Para ele, este foi o ano mais ativo do Museu, desde sua criação. Ele destaca algumas dessas conquistas:

– As “Oficinas do Teia Cultural”. Em julho deste ano, o MIS ministrou cinco cursos no segmento audiovisual. As capacitações foram: Curso de Direção; Curso de Roteiro; Curso de Iluminação; Curso de Fotografia; Curso de Produção.Cada deles recebeu 20 inscritos, o que corresponde ao atendimento de 100 produtores independentes do Estado.

– Digitalização de mais de 90% de seu acervo fotográfico, iniciada em março de 2010, quando Alexandre Brito assumiu o Museu da Imagem e do Som.

– Projeto Histórias Daqui. Realizado em agosto, consistiu em gravar, com os artistas e moradores mais antigos do Estado, vídeos registrando as memórias dessas pessoas a respeito do cotidiano e de sua relação afetiva com a sua cidade e a sua cultura.

– Clube de Cinema. Acontece em parceria com o SESC-AP e realiza reuniões quinzenais, nas quais são projetados filmes para que o público possa refletir sobre cinema e vídeo. Essa ação busca estimular o estudo e a profissionalização dos produtores independentes do Estado.

– II Colóquio Amapaense de Fotografia, em agosto de 2010. O evento que reuniu mais de 200 pessoas e contou com palestras, mesas redondas, maratona fotográfica e mostras de portfólios envolvendo fotógrafos, pesquisadores, jornalistas, universitários e amantes da fotografia em geral.

– Curso de Fotografia Básica, em função da grande demanda nas oficinas do projeto Teia Cultural, quando os alunos demonstraram grande interesse na oferta de cursos na área de fotografia. O MIS realizou um curso de fotografia básica com 18h/a e 20 vagas, sendo todas preenchidas.

O levantamento também detalha as ações sobre o Dia Internacional de Animação; Parceria com o Projeto Cinema na Escola; Curso de Iniciação Musical; Curso de Formação de Atores para Cinema e TV e a Parceria fechada com o Festival Imagem – Movimento, no início deste mês.

“Nossas ações buscam cuidar da memória de nosso Estado e estimular a sociedade a se conhecer melhor e a registrar suas práticas cotidianas como uma forma de valorização de seus saberes. A preservação e a difusão dos sons e das imagens representam a possibilidade de legar às gerações futuras a chance de conhecer os modos de viver, fazer e pensar de seus antepassados. Cuidar dessas memórias é uma das finalidades do MIS”, conclui Alexandre Brito

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Temporariamente RDM atende somente Macapá e arredores

RDM – Imagem: Blog da Simone Guimarães.
Desde o último domingo, 26, as ondas da Rádio Difusora de Macapá (RDM) estão chegando apenas à capital do Estado, Macapá, e em Santana. É que o equipamento de longo alcance, de ondas tropicais, que opera com frequência de 4.915 KHZ, está danificado, prejudicando a transmissão a lugares mais distantes. De acordo com o gerente da RDM, Paulo Silva, providências estão sendo tomadas para que tudo se regularize o mais breve possível. Enquanto isso, a rádio opera com apenas um transmissor de ondas médias, com potência de 20 kVA.

Segundo o diretor da RDM, Paulo Silva, o problema já foi comunicado ao governador Pedro Paulo Dias de Carvalho e ao governador eleito, Camilo Capiberibe e deverá ser resolvido o mais rápido possível.

Paulo Silva explicou que a RDM possui quatro transmissores, dois de ondas médias e dois de ondas tropicais. Nos dois casos, um é titular e o outro é reserva. Mas o equipamento não é de tecnologia digital e sim analógica, além de não ter recebido a manutenção necessária.

“A avaria prejudicou o sinal da RDM nas localidades mais longínquas do Estado, pois o transmissor de ondas tropicais é o equipamento com potência para atender esta demanda. Entre os municípios que perdem o sinal da RDM estão Calçoene, Amapá, Laranjal do Jari e Oiapoque. Além de cidades paraenses, como Chaves, Afuá e ainda o Platô das Guianas (FRA)”, concluiu Paulo Silva.

SERVIÇO:
Rádio Difusora de Macapá (RDM).
Telefone: 3131-2716.
Paulo Silva – Diretor da RDM.
Contato: 99719916

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Centro Profissional (Ceps) realiza I Feira de Trabalhos Técnicos

O Centro de Educação Profissional de Santana Maria Salomé Gomes Sares (Ceps) realizará a “I Feira de Trabalhos Técnicos do Ceps”. Serão expostos 25 trabalhos nas áreas de Edificações e Eletro Eletrônica, envolvendo 130 alunos. O evento acontece de 20 a 21 deste mês, na quadra de esportes da própria instituição, da 8h às 18h.

“Ao todo, 25 projetos serão expostos na Feira, sendo 15 do curso de Edificação e 10 de Eletro Eletrônica. Todos os trabalhos são belíssimos, mas entre eles, destacamos alguns, como por exemplo o de captação de energia solar, do curso de Eletro Eletrônica”, destaca a pedagoga do Centro, Cristiane Nascimento.

Atualmente o Ceps oferta cursos nas áreas de Edificação e Eletro Eletrônica com duração de 18 meses. Segundo Cristiane, as capacitações foram criadas após pesquisa de demanda realizada na comunidade onde a escola se encontra. “Após a pesquisa, constatamos a carência nestas duas áreas e resolvemos ofertá-las aos nossos jovens que concluíram o Ensino Médio”, explicou.

CURSOS PROFISSIONALIZANTES NO AMAPÁ

A técnica do Núcleo de Ensino Profissionalizante da Secretaria de Estado da Educação (NEP/Seed), Maria do Socorro Silva, lembra que são oferecidos dois tipos de capacitações profissionalizantes no Estado: o de Técnico de Ensino Médio Integrado, com duração de quatro anos, para alunos de Ensino Médio e o de Técnico Pós-Médio, de um ano e meio, para estudantes que concluíram o Ensino Médio.

As escolas de Macapá que oferecem as capacitações de Técnico de Ensino Médio Integrado são: Escola Gabriel Almeida Café, com o curso de Técnico em Administração; Escola Estadual Esther Virgolino, com os cursos de Técnico em Informática e Técnico em Redes de Computadores e Escola Estadual Carmelita do Carmo, que ministra o curso de Técnico em Vendas.

Em outros municípios os cursos são oferecidos nas seguintes instituições: Escola Estadual Mineko Yashida, em Laranjal do Jari, com o curso de Manutenção em Computadores; Escola Estadual Joaquim Nabuco, em Oiapoque, com os cursos de Hospedagem e Secretariado Escolar; e na Escola Estadual Barroso Tostes, em Santana, com o curso Técnico de Informática.

Os cursos Pós-Médio são oferecidos: no Centro Profissionalizante Graziela Reis de Souza – formações em Enfermagem, Saúde Bucal e Análises Clínicas; no Ceps, em Santana – cursos de Edificações e Eletroeletrônica.

Já os cursos do Centro Profissionalizante do Amapá (Cepa), que possui capacitações Pós-Médio, tem duração de um ano. As capacitações ofertadas no Cepa são: Hospitalidade e Lazer, Técnico em Cozinha, Técnico em Eventos, Técnico em Guia de Turismo, Técnico em Agenciamento de viagens, Técnico em Lazer, Técnico em Rede de Computadores, Técnico em Manutenção e Suporte em Informática e Técnico em Informática para Internet.

SERVIÇO:

Centro de Educação Profissional de Santana Maria Salomé Gomes Sares (Ceps), localizado no Distrito Industrial do Amapá, no município de Santana.
Telefone: 3282-1666.
Maria da Conceição Silva- Diretora do Ceps -Contato: 91180106.
Cristiane Nascimento – Pedagoga do Ceps.
–Contato: 81225534.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Veículos serão leiloados com preço 30% abaixo do mercado em Macapá

O Leilão de Veículos 2010, realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran) é uma grande oportunidade para quem deseja adquirir o carro próprio com descontos de até 30% abaixo do mercado. O negócio pode ser fechado entre os dias 15 e 16 de dezembro, das 8h às 18h, no auditório do Sesi Macapá. Este será o primeiro Leilão de Veículos realizado pelo Detran em 2010.

“Sem dúvida é uma excelente oportunidade para adquirir um veículo. Por isso nossos leilões são tão disputados”, diz o presidente da Comissão de Leilão, Amin Rechene Junior, que completa: “os carros e motos serão leiloados a preços atrativos, que atingem até 30% de desconto. É uma oportunidade imperdível”.

A notícia dos descontos desperta boas expectativas no autônomo Arielton da Silva, que quer comprar uma moto para trabalhar como mototaxista. “O valor abaixo do mercado será uma grande oportunidade para que eu possa atingir minha meta. Adquirindo meu transporte próprio, poderei aumentar minha renda familiar”, conta.

Ao todo serão leiloados 28 carros e 65 motocicletas. Os automóveis e motos leiloados são provenientes de apreensões em blitzes realizadas no Estado.

As normas serão as mesmas do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Ou seja, a Resolução Nº 331/09 diz que o prazo máximo para permanência de veículos apreendidos nos pátios dos Detrans do Brasil é de até três meses.

De acordo com diretor do Detran no Estado, major PM Jones Miguel, a entrega dos bens adquiridos será feita 30 dias após do leilão. “O prazo para que os veículos sejam entregues aos novos proprietários, totalmente quitados, e isentos de qualquer taxa, é de 30 dias. Será necessário somente o pagamento de uma taxa, no valor de R$120, pela transferência do patrimônio”, explicou o diretor.

SERVIÇO

Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran/AP), localizado no Bairro São Lazaro, na Zona Norte de Macapá. Informações pelos telefones: 3312- 3202/ 3312- 3212/ 8119- 9830/ 8122- 3527.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Esther Virgolino abre inscrições para cursos profissionalizantes

A Escola Estadual Professora Esther da Silva Virgolino abriu nesta segunda-feira, 06, inscrições para os cursos profissionalizantes. Serão ofertadas 240 vagas para os cursos de Técnico em Informática e Técnico em Redes de Computadores, sendo 120 vagas para cada. As inscrições são gratuitas e irão até o próximo dia 14 na própria escola.

O processo de seleção será no dia 13 de janeiro de 2011. O resultado será divulgado no dia 14 do mesmo mês. Os cursos têm duração de quatro anos. Para concorrer a uma vaga o estudante precisa ter concluído a oitava série do Ensino Fundamental e não estar em dependência em nenhuma disciplina.

Esther Virgolino oferece o curso de Técnico em Informática desde 2007 e o de Técnico em Redes de Computadores desde o início de 2010. Segundo Arlene Favacho, diretora da Escola, os cursos foram criados após pesquisa de demanda realizada na Zona Norte da capital, região atendida pela instituição. “Ainda ao final de 2010 serão formadas mais seis turmas de técnicos em Informática, com um total de 258 estudantes com certificação profissional”, informa Arlene.

“Observamos que nossos alunos precisavam de uma fonte de renda, então resolvemos implementar os cursos para que os estudantes possam ter como pagar uma faculdade particular, no caso de não passarem no vestibular de uma universidade pública. Cerca de 50% dos nossos alunos já estão estagiando e possuem grandes perspectivas profissionais”, acrescenta a diretora.

Nesta segunda-feira a Escola abriu oficialmente o “III Encontro de Tecnologia do Esther Virgolino”. Na terça-feira, 07, o evento será realizado na Casa do Artesão, das 15h às 21h. O objetivo é promover a produção tecnológica entre estudantes e a comunidade em geral. A entrada é franca.

Serão apresentados 30 trabalhos de diversas áreas do conhecimento, produzidos por alunos da Esther Virgolino. Estão envolvidos no Encontro 1.600 alunos e 100 professores.

“Esta terceira edição do ETE é fruto do bom trabalho que desenvolvemos em nossos cursos profissionalizantes. Com o encontro, visamos, além de mostrar os resultados, despertar o interesse pela produção tecnológica e curiosidade sobre tecnologia na população amapaense, principalmente em nossos jovens”, explica a diretora.

CURSOS PROFISSIONALIZANTES NO AMAPÁ

De acordo com a técnica do Núcleo de Ensino Profissionalizante da Secretaria de Estado da Educação (NEP/Seed), Maria do Socorro Silva, são oferecidos dois tipos de capacitações profissionalizantes no Amapá: o de Técnico de Ensino Médio Integrado, com duração de quatro anos, para alunos que cursam o Ensino Médio e o de Técnico Pós-Médio, de um ano e meio, para estudantes que concluíram o Ensino Médio.

As escolas de Macapá que oferecem as capacitações de Técnico de Ensino Médio Integrado são: Escola Gabriel Almeida Café, com o curso de Técnico em Administração; Escola Estadual Esther Virgolino, com os cursos de Técnico em Informática e Técnico em Redes de Computadores e Escola Estadual Carmelita do Carmo, que ministra o curso de Técnico em Vendas.

Em outros municípios os cursos são oferecidos nas seguintes instituições: Escola Estadual Mineko Yashida, no município do Laranjal do Jari, com o curso de Manutenção em Computadores; Escola Estadual Joaquim Nabuco, na cidade de Oiapoque, possui os cursos de Hospedagem e Secretariado Escolar; e Escola Estadual Barroso Tostes, em Santana, com o curso Técnico de Informática.

Os cursos Pós-Médio são oferecidos: no Centro Profissionalizante Graziela Reis de Souza – formações em Enfermagem, Saúde Bucal e Análises Clínicas; no Centro Profissionalizante Maria Salomé, em Santana – cursos de Edificações e Eletroeletrônica

O Centro Profissionalizante do Amapá (Cepa), que possui capacitações Pós-Médio com duração de um ano, oferta cursos nas áreas de Hospitalidade e Lazer, Técnico em Cozinha, Técnico em Eventos, Técnico em Guia de Turismo, Técnico em Agenciamento de viagens, Técnico em Lazer, Técnico em Rede de Computadores, Técnico em Manutenção e Suporte em Informática e Técnico em Informática para Internet.
SERVIÇO:

A Escola Estadual Ester Virgolino fica localizada na Avenida Aurino Borges Oliveira, bairro São Lázaro, em Macapá.
Telefone: 3212-5188.
Diretora Arlene Favacho
Contato: 91114268.
 

Elton Tavares
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação

Escola Gabriel Almeida Café realiza I Vitrine Literária Gabrielense

A Escola Gabriel Almeida Café realiza nesta quarta-feira, 01, das 17h30 ás 21h30, a I Vitrine Literária Gabrielense, para difundir a cultura e promover o hábito da leitura entre os estudantes e servidores da instituição. A iniciativa envolve 486 estudantes e 52 professores, cuja entrada é garantida com 1 kg de alimento não perecível. Para a comunidade em geral, a entrada custa R$ 1,00. Os alimentos e o dinheiro serão doados a uma instituição, ainda a definir, ao final do ano.

A Programação conta com exposição de obras literárias, desfile de alunos caracterizados e representação de trechos dos livros, apresentação da peça teatral “Seu portuga e a Língua Portuguesa”, Sarau Literário e Reflexão sobre o livro Menino do Pijama Listrado.

Parte dos alunos envolvidos no evento se caracterizará com fantasias dos personagens de obras literárias como Dom Casmurro, Crepúsculo, Eclipse, Harry Porter, entre outros. De acordo com a coordenadora da Vitrine Literária, professora Kátia Cardoso, a ação foi inspirada no Projeto Clube da Leitura, realizado desde 2009 na própria escola.

Segundo ela, a escola já realizou, em 2010, duas grandes ações similares, como a Premiação dos Leitores de Ouro, uma certificação aos jovens que se empenham na busca do conhecimento e o Lendo e Promovendo a Paz, que visou o combate ao Bullying na escola, informando como os alunos devem proteger-se contra constrangimentos.

“Nosso objetivo é incentivar o prazer pela leitura em nossos servidores e alunos. Já desenvolvemos ações como essa desde o ano passado, quando iniciamos o Projeto Clube da Leitura, que consiste em utilização de uma sala da própria, onde os estudantes e professores têm acesso a uma variedade de obras literárias”, explicou Kátia Cardoso.

Mais informações no endereço eletrônico:
 www.projclubedaleitura.logspot.com

Serviço:
Escola Gabriel Almeida Café
Endereço: Avenida Fab, centro de Macapá.
Professora Kátia Cardoso – Coordenadora da I Vitrine Literária Gabrielense
Contato: 81411119
“Os livros não mudam o mundo. Quem muda o mundo são as pessoas. Os livros só mudam as pessoas.” – Mário Quintana

Elton Tavares
Assessor de comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação