Viajar é preciso, fui para o Vale do Jari!

Laranjal do Jari, aqui vou eu – Imagem/GEA.

Queridos leitores, se o blog ficar uns dias desatualizado, peço a compreensão de vocês. Vou cobrir escutas públicas, realizadas pelo Governo do Amapá, nos municípios de Laranjal do Jari e Vitoria do Jari. Acho que volto no domingo.

Tenham todos um grande Dia Mundial do Rock, celebrado hoje (13). Eu estarei na estrada, mas certamente escutando rock and roll. Se não fosse o velho estilo, eu não seria tão feliz. Abraços na geral!

GEA lança Programa da Merenda Regionalizada no Amapá

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, lançou, nesta terça-feira, 12, no Teatro das Bacabeiras, o “Programa da Merenda Regionalizada” para as escolas estaduais. O projeto é um investimento do Estado que, a partir de agosto deste ano, dobrará os recursos para a merenda escolar. A ação promoverá a geração de renda para os pequenos agricultores e a inclusão econômica dos produtores locais.

O projeto permitirá que o Estado produza merenda com produtos da agricultura familiar, valorizando o que é plantado no Amapá. A intenção é colocar no prato das crianças e adolescentes alimentos como o açaí, o peixe, a macaxeira e outros produtos da região. A medida atende a orientação do governo federal, que determina que pelo menos 30% da merenda sejam oriundos da produção local.

De acordo com o governador, a execução do Programa da Merenda Regionalizada não será fácil, pois é preciso trabalho e planejamento para mudar. Camilo Capiberibe enfatizou que não é mais tolerável que seja servido aos estudantes o mingau ou suco com bolachas. Para tal, Camilo Capiberibe se comprometeu em, no segundo semestre, dobrar o orçamento para a Educação.

Segundo ele, o aluno precisa de uma alimentação digna, que além de nutritiva, os jovens apreciem. Ele disse ainda que isso fará com que o dinheiro volte ao cidadão, já que os alimentos serão comprados do produtor local. Além de melhorar a alimentação dos alunos da rede estadual, a medida tem seu lado social, gerar renda para o agricultor do Amapá.

“Tudo que queremos fazer depende de recurso, mas a merenda escolar é prioridade. Não podemos, em hipótese alguma, servir suco com bolacha ou mingau para nossas crianças. O que nossos jovens precisam é de comida. Estamos dobrando o valor da alimentação escolar para comprar de produtores locais e disponibilizar nutrição de qualidade para nossos estudantes, valorizando a agricultura familiar do Amapá”, disse Camilo Capiberibe.

Transparência e responsabilidade

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seed), orientou as centenas de diretores de escolas da rede estadual de educação, presentes na reunião, sobre a forma correta para a aplicação e prestação de contas do recurso destinado a alimentação escolar. A medida segue a política da gestão atual, que prima pela transparência e responsabilidade do dinheiro público.
 
Outras ações positivas
Além da merenda regionalizada, o governador anunciou o “Programa Uniforme na Escola”, uma parceria entre a Seed, Agência de Fomento do Amapá (Afap), Secretaria de Estado da Indústria, Comércio e Mineração (Seicom) e Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social (SIMS), que beneficia estudantes da rede pública de ensino com dois uniformes de sua respectiva instituição.

O objetivo é resgatar a identidade das escolas e distribuir a renda e aquecer a economia, já que o produto será fabricado por costureiras da comunidade de cada escola.

“Assim, geraremos empregos e melhoraremos a condição de vida das pessoas, pois o dinheiro vai circular”, enfatizou o governador.

Camilo Capiberibe também anunciou que o governo estadual fará, através do trabalho conjunto de várias secretarias, a Campanha de Limpeza das Escolas do Estado. A ação, que consiste em mutirões nas instituições de ensino, ocorrerá uma semana antes do início do segundo semestre do ano letivo, após as férias de julho.

Os serviços de capina, reparos e iluminação têm a finalidade de fazer com que os estudantes usufruam de um ambiente escolar adequado para o desenvolvimento de suas atividades.

“Nós não podemos permitir que nossas escolas sejam tomadas pelo mato. Nossos servidores da educação e estudantes da rede pública de ensino tenham um ambiente adequado para as tarefas escolares”, pontuou o governador.

Pagamento de servidores

Durante seu pronunciamento, o governador também anunciou que o Estado pagará, nesta quarta-feira, 13, os vencimentos, dos meses maio e junho de 2011, além das férias, dos servidores que trabalham no Contrato Administrativo.

“Com muito esforço, efetuaremos o pagamento dos nossos servidores, pois quem trabalha merece receber. Passamos seis meses arrumando a casa, pagando dívidas e trabalhando para a melhoria da Educação. Todos sabem como recebemos o Estado, com condições financeiras precárias. Mas, com muito trabalho, estamos mudando essa realidade”, destacou Camilo Capiberibe.

Órgãos envolvidos

Todas as medidas anunciadas pelo governador serão executadas de forma integrada pelas instituições estaduais competentes. Para tal, participaram do encontro os gestores dos órgãos envolvidos nas ações em prol da educação. São eles: secretário de Estado do Planejamento, Orçamento e Tesouro (Seplan), Juliano Del Castilo Silva e o secretário de Estado do Desenvolvimento Rural (SDR), José Roberto.

Além dos titulares da Auditoria Geral do Estado (AGE), Maurício Viana, da Seed, José Maria Lobato, Secretaria de Estado de Transporte (Setrap), Sérgio La-Roque e Seicom, Reinaldo Picanço.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

GEA regulamenta passe livre aos doadores de sangue

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, assinou, nesta segunda-feira, 11, no Palácio do Setentrião, um convênio com a Associação dos Doadores Voluntários de Sangue do Amapá (ADVSA), que regulamenta a Lei Estadual n° 0824/2004. A ação assegura, aos doadores de sangue regulares, o direito ao passe livre no transporte coletivo rodoviário intermunicipal.

A medida visa incentivar a doação de sangue no Estado e valoriza o cidadão que contribui com o produto e ajuda a Saúde Pública do Estado. A Lei foi criada em 10 de maio de 2004, mas somente agora o governo estadual, por meio da Secretaria de Estado de Transporte (Setrap), regulamentou. Ao todo, 2.151 beneficiários já podem ir até a Setrap, localizada na zona Norte da cidade e adquirirem suas carteiras de passe livre.

A lista de beneficiários da gratuidade será apresentada à Setrap pelo Instituto de Hematologia e Hemoterapia do Amapá (Hemoap), órgão responsável pela coleta e armazenamento de sangue no Estado. A relação do Hemoap contará com informações sobre os cidadãos que serão beneficiados, como os números da Carteira de Identidade (CI) e Carteira de Pessoa Física (CPF).

De acordo com o titular do Hemoap, Ivan Daniel da Silva Amanajás, o levantamento já foi feito pelo Hemocentro. Segundo ele, são 64 mil doadores cadastrados, destes, 15 mil são ativos, ou seja, que doam o produto uma vez ao ano. Os regulares, que são os cidadãos que doam sangue pelo menos duas vezes ao ano, ou em um período máximo de seis meses, mesmo em anos diferentes, terão a gratuidade tarifária intermunicipal.

“Essa é uma ação importante, pois estimulará a população a doar sangue, já que ela poderá usufruir deste benefício. Os doadores ativos podem se tornar regulares e também beneficiados, basta procurarem o Hemocentro e realizarem o ato solidário. Trabalhamos a fidelização do doador e o passe livre, é um incentivo à doação de sangue”, explicou o diretor do Hemorap.


 

Reconhecimento do beneficiário
De acordo com o presidente da ADVSA, Cláudio Augusto Cassiano, a ação motivará a população a doar sangue. Ele disse também que a classe tentou, junto ao governo passado, durante 7 anos, regulamentar a Lei do passe livre, sem êxito.

“Ainda bem que resolvemos essa situação de uma vez por todas. Durante a gestão passada, brigamos muito por este direito e não conseguimos adquiri-lo. Agora, graças ao governador, o Setrap fará o que está na Lei. Essa medida vai nos ajudar a captar mais doadores de sangue. Agradeço a Camilo Capiberibe por essa iniciativa”, ressaltou Cláudio Augusto.

Segundo o governador, a assinatura deste decreto aos doadores de sangue do Amapá é um reconhecimento ao cidadão. Camilo disse que é preciso valorizar aqueles que contribuem com este ato fundamental para a Saúde Pública do Estado.

“Estou feliz em regulamentar essa Lei. Além de ser um direito do doador, é uma forma de incentivar os amapaenses a doar sangue. Pois doar o seu próprio sangue para garantir a vida de outras pessoas é um ato de amor e solidariedade”, enfatizou o governador.

Anúncio

Durante a solenidade, o governador anunciou que a Secretaria Extraordinária de Políticas Públicas para a Juventude (Sejuv) trabalha, juntamente com a Setrap, para a regulamentação da meia passagem intermunicipal para os estudantes do Amapá.

“A Sejuv e Setrap estão trabalhando para a regulamentação da meia passagem intermunicipal para os estudantes. Com exceção de Macapá para Santana, onde este direito já é garantido, o aluno da zona rural e dos municípios do interior, que estudam na capital amapaense, não usufrui o direito consagrado na Constituição Estadual de 1990”, finalizou Camilo Capiberibe.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Governador participa do lançamento do Projeto Rondon no Amapá

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, participou, neste domingo, 10, no Teatro das Bacabeiras, em Macapá, do lançamento do Projeto Rondon no Estado. A ação visa promover o contato de estudantes universitários voluntários do restante do Brasil, com comunidades da Amazônia e integrar os acadêmicos ao desenvolvimento nacional, por meio de ações participativas sobre a realidade do país. Além de desenvolver municípios que possuem baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Ao todo, 260 rondonistas, como são chamados os voluntários, realizarão, durante duas semanas, trabalhos em diversas áreas de atuação, em 13 municípios do Estado. Os jovens serão coordenados por professores de suas respectivas instituições. Outra missão do projeto é estimular o acadêmico para a execução de ações coletivas e capacitação das comunidades onde eles atuarão.

A solenidade foi organizada pelo Comando de Fronteira Amapá e 34º Batalhão de Infantaria de Selva no Amapá. De acordo com o coordenador do Projeto, brigadeiro Rogério Luis Veríssimo Cruz, a ação é executada pelo Ministério da Defesa, com o apoio de outros Ministérios, e conta com o suporte logístico das Forças Armadas, além de parcerias com as prefeituras dos municípios onde os universitários desenvolverão suas atividades.

O Projeto Rondon foi criado em 11 de julho de 1967. Em 1989, foi extinto, durante o governo de José Sarney, e relançado em 2005, a pedido da União Nacional dos Estudantes (UNE).

“O Projeto Rondon tem como objetivo, na prática, tornar democrático o acesso da população ao conhecimento que está dentro das universidades. É uma ação voltada para o desenvolvimento dos municípios. As atividades são voluntárias, mas os estudantes aprendem muito e levem muito mais experiência do que trazem. Passamos as técnicas para os cidadãos, assim eles continuarão a desenvolvê-las, mesmo ao final do Projeto“, afirmou o brigadeiro.

Para o governador, o Projeto Rondon oportuniza uma grande experiência aos estudantes brasileiros e realiza um grande trabalho social. Camilo Capiberibe disse ainda que o choque de culturas é uma interação positiva, tanto para os estudantes, quanto para o povo do interior.

“A chegada dos estudantes causará curiosidade, o choque de realidades e o desejo de conhecimento. Essa interação é muito positiva para os acadêmicos do nosso país e para as comunidades isoladas. Tenho certeza que a ação será empreendedora para o povo da Amazônia, para os nossos municípios e para os estudantes que para cá vieram“, disse Camilo Capiberibe.

Municípios que receberão os voluntários

Os municípios que receberam equipes de universitários são : Mazagão; Oiapoque; Pedra Branca do Amapari; Pracuúba; Serra do Navio; Porto Grande; Tartarugalzinho e Vitória do Jari.

Voluntários de todo o Brasil

Os rondonistas que atuarão no Estado estudam nas seguintes instituições : Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep); Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (USP-Fearp); Faculdade Evangélica do Paraná (Fepar); Centro Brasileiro de Educação e Cultura (Cenbec/Finom); Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp); Faculdade Anhanguera de Brasília (FAB/DF); Faculdade Santo Agostinho (FSA) e Faculdade Internacional de Curitiba (Facinter).

Há também voluntários da Faculdade de Ciências, Cultura e Extensão do Rio Grande do Norte (FACEX/RN); Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG – Campus Bambuí); Escola de Governo Professor Paulo Neves de carvalho/ Fundação João Pinheiro (EG-FJP); União de Ensino do Sudoeste do Paraná (Unisep); Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e Fundação Educacional Machado de Assis (Fema).

Também farão parte do projeto os universitários da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP); Instituto Federal Minas Gerais – Campus São João Evangelista (IFMG-SJE); Universidade de São Paulo/ Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (USP/EERP); Universidade de Taubaté (Unitau); Universidade de Marília (Unimar) e Faculdade de Tecnologia e Ciências de Itabuna (FTC/Itaibuna).

Além da Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP/USP); Universidade Tuiuti do Paraná (UTP); Universidade Federal da Paraíba (UFPB); Pontifícia Universidade Católica do Rio Grane do Sul (PUCRS); Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ) e Universidade Severino Sombra (USS).

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

O dia que conheci o Oiapoque, uma viagem em todos os sentidos

Eu em frente ao Obelisco de Oiapoque – Foto: Marcelo Lima.
Estive ontem (8), a trabalho, no Oiapoque. Um município diferente das outras cidades do interior do Amapá. Por lá existe uma mistura de raças, idiomas e, sobretudo, cultural. São caboclos, índios, asiáticos, europeus e guianenses convivendo de uma forma muito peculiar, respeitando os costumes uns dos outros.

Ficamos (eu, Marcinha, nossa fotógrafa e Marcelo, o cinegrafista da equipe)  no Hotel Amazonas, às margens do Rio Oiapoque, que divide a cidade do território francês. Por sinal, muito bom e com preço acessível.




                                                           Centro de Oiapoque – Foto: Elton Tavares.

Oiapoque é a cidade com mais hotéis que já fui na vida. E olhem que já viajei para muitos locais turísticos.  Eu imaginava o município bem pequeno, de fato é, mas suas particularidades tornam um lugar especial.


A noite do Oiapoque, como não podia ser diferente, é carente de opções. Mas fui, na quinta (7), a um bar muito legal, difíceis de encontrar até em Macapá. Trata-se do Rodeio Grill (apesar do nome, não tocou sertanejo, graças). O local é arejado, conta com música ambiente, telão, tira-gosto refinado e chope geladinho, sem falar no atendimento exemplar. Bem legal, eu indico.

Outro lance diferentão que aconteceu nessa noite foi uma densa neblina que caiu no Oiapoque, parece a Londres dos filmes, deu um ar rock and roll a nossa boêmia pré-trampo. Pena que eu não estava com a minha máquina fotográfica.
                                                       Centro de Saint-George (FRA) – Foto: Elton Tavares.
Também conheci Saint-George. A cidade é bonita, limpa, cheia de gente de tudo que é canto. A arquitetura e iluminação européias são fascinantes. Ah, o lugar é caro, se você for lá, leve uma graninha extra.
Voltando ao foco, em todo lugar que você vá no Oiapoque, existem cardápios e cartazes em Francês, o segundo idioma da cidade, por conta de sua proximidade com Saint-George, na Guiana Francesa. Falando nisso, nosso portal para o primeiro mundo está em fase final, a Ponte Binacional.

                                                   Eu, no lado brasileiro da Ponte Binacional – Foto: Paulo Motora.

A construção da plataforma que liga o município a Guiana está quase pronta. É uma obra histórica e que será a única ligação do Brasil com a União Européia.Então amigos, todo esse papo é para dizer que não conheço o Chuí (RS), mas a outra ponta do Brasil (a nossa) é muito interessante. Tudo bem, já foi provado que o extremo Norte do país fica em Roraima, mas a velha expressão “Do Oiapoque ao Chuí” é muito mais romântica.

Resumo da ópera, ir ao Oiapoque é uma forma de interagir com outras culturas e ver coisas diferentes dentro do próprio Amapá. Uma viagem em todos os sentidos. Até a próxima.

Elton Tavares

Governador inaugura Escritório do Imap no Oiapoque

                                                                     Foto: Márcia do Carmo.
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, inaugurou, nesta sexta-feira, 8, no município de Oiapoque, o Escritório do Instituto do Meio Ambiente e de Ordenamento Territorial do Estado Amapá (Imap). O prédio do órgão passou por uma reforma e reestruturação. O imóvel foi revitalizado com recursos do Estado. O objetivo da ação é facilitar a regularização de terras na cidade. Na ocasião, foram entregues 40 Termos de Concessão de Uso, que são títulos de propriedade, a agricultores locais.

De acordo com o diretor presidente do Imap, Maurício Souza, entre as benfeitorias estão nova rede elétrica, móveis, voadeira, computador, refrigeradores, pintura do prédio, além de um veículo com motorista. No posto, quatro técnicos do órgão darão orientações e farão os procedimentos necessários para a titularização na cidade.

O titular do Imap explicou também que no imóvel, que pertence ao Instituto há cerca de dois anos, funcionou anteriormente como um posto da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), mas foi abandonado pela antiga gestão.

“A Unidade dará celeridade ao processo de regularização de terras no município, além de facilitar a vida do lavrador, que não precisará mais se deslocar até Macapá para conseguir o documento. Isso só foi possível porque temos um governador comprometido com a população”, explicou Maurício Souza.

Segundo o governador, essa inauguração mostra o esforço que o governo tem feito, que é o de fazer mais com menos recursos, mesmo sem contratos administrativos, trabalhado somente com seus servidores efetivos, o Imap está dando resultados positivos. Camilo Capiberibe ressaltou a importância da regularização fundiária para os lavradores de Oiapoque.

“Essa regularização é fundamental para que o nosso agricultor receba a licença ambiental para sua plantação. Este escritório tem a missão de suprir a demanda de Oiapoque. Pois atender bem o povo é a nossa tarefa e o nosso compromisso“, disse Camilo Capiberibe.

Reconhecimento

Segundo presidente da Associação de pequenos Produtores Rurais, Genival Santos, a implantação do posto em Oiapoque e a regularização fundiária são avanços para os agricultores. Ele disse ainda que a data é histórica para a classe, já que a titularização é uma luta antiga da categoria.

“Reconhecemos que este Governo está preocupado em melhorar a vida do cidadão. Assim a agricultura do Oiapoque fica mais forte. Estamos recebendo o direito de trabalhar em nossas terras com honestidade e dignidade. São promessas sendo cumpridas, isso sim é uma mudança. Agradecemos o esforço do governador Camilo Capiberibe para a melhoria de nossas condições de trabalho e vida”, enfatizou Genival Santos.

Além do governador e do titular do Imap, prestigiaram o evento parte do secretariado de Estado, o prefeito de Oiapoque, Aguinaldo Rocha, os deputados estaduais Bruno Mineiro e Cristina Almeida, técnicos do Instituto e sociedade civil.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Camilo Capiberibe inspeciona obras no Oiapoque

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, visitou, nesta sexta-feira, 8, no município de Oiapoque, as obras nos prédios da Unidade Básica de Saúde (UBS), do Centro de Custódia, ambas em reforma, e da Sétima Companhia do Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AP), quase finalizada. As três obras , executadas pelo Governo do Estado, são importantes para a melhoria da qualidade de vida na cidade.

No caso da UBS, segundo a diretora do Hospital, Valcíria Nobre, os serviços de reforma e ampliação estão dentro do cronograma planejado.

Na casa de Saúde, que possuía três blocos, foi construída mais uma ala. Com a modificação o prédio aumentou o número de 30 para 49 leitos. Após a conclusão dos serviços, a Unidade receberá equipamentos para atender a demanda da cidade. A previsão da reinauguração é para outubro de 2011.

Já o prédio dos Bombeiros, conforme o comandante do CBM, coronel Miranda, será inaugurado nas próximas semanas. O imóvel abrigará 40 militares, contará com equipamentos modernos, uma ambulância, uma lancha e uma viatura. A previsão para a inauguração é agosto de 2011.

Segundo o titular da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Marcos Roberto, a reforma do Centro de Custódia de Oiapoque, orçada em R$ 450 mil na gestão passada, está em execução com somente R$ 86 mil. Conforme o secretário, com a reforma, a capacidade prisional do prédio passará de 48 para 86 internos. A medida reforça o serviço da polícia no Oiapoque.

De acordo com o governador, com responsabilidade na aplicação do dinheiro público é possível promover a melhoria da vida da população. Camilo Capiberibe também se comprometeu, após o término das obras em andamento, dar continuidade na melhoria da infraestrutura de Oiapoque.

“Nós tomamos a decisão de executar essas três obras importantes em Oiapoque, isso mostra que com determinação e decisão política, os recursos chegam onde tem que chegar. Após a conclusão destas obras, poderemos realizar outras benfeitorias importantes na cidade, como na orla e praça do município. Essas medidas irão melhorar a qualidade de vida do cidadão que aqui reside”, finalizou o governador. 

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Governador Camilo Capiberibe recebe vereadores de Laranjal do Jari

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, recebeu, nesta terça-feira, 5, no Palácio do Setentrião, os vereadores do município do Laranjal do Jari, professora Beta, Bacural, Edivan Santos e Antônio Enfermeiro. O encontro teve o objetivo de debater demandas daquela comunidade e esclarecer os quatro legisladores sobre ações do Governo do Estado em andamento na região e que ainda serão executadas na cidade.

De acordo com o governador, é importante que os vereadores façam as reivindicações e busquem os esclarecimentos necessários, junto ao Poder Executivo, para informar e dar resposta a sociedade que os elegeu.

“Além de vereadores, vocês são moradores de Laranjal do Jari e ninguém melhor para relatar os problemas e dúvidas da população do município. É preciso informar o cidadão, não enganá-lo e sim deixá-lo a par do que estamos fazendo e do que pode ser feito a curto e médio prazo para a melhoria de sua qualidade de vida”, disse o governador.

Participaram da reunião os titulares da Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf), Joel Banha, Secretaria de Estado dos Transportes (Setrap), Sérgio La-Roque, Secretaria de Estado da Educação (Seed), José Maria Lobato, Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Marcos Roberto, Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Edilson Mendes, Polícia Militar do Amapá (PM/AP), coronel Resende e Defensoria Pública do Estado (Defenap), Ivanci Magno.

Também estiverem presentes os gestores do Gabinete Civil do Governo do Amapá, Kelson Vaz, Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa), Ruy Smith, Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), José Ramalho, o corregedor da Defenap, Luciano Del Castilo Silva, Corpo de Bombeiro Militar do Amapá (CBM/AP), coronel Miranda, o assessor do governador, Wendel Rodrigues e servidor da CEA em Laranjal do Jari, Manoel Pombo

Esclarecimentos sobre ações do GEA em Laranjal do Jari

A principal dúvida dos vereadores foi a remoção de um Tomógrafo do Hospital de Laranjal do Jari para Macapá. O secretário de Saúde explicou que o aparelho não funcionava há anos e passará por conserto na capital amapaense.

Edilson Mendes também apresentou aos legisladores um plano de ampliação e reforma do hospital da cidade, que receberá várias benfeitorias, como uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), para a melhoria do atendimento a população.

O titular da Caesa disse que existe um projeto para a construção de uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA) no município, mas que também é preciso um trabalho de conscientização da população para que o produto não seja desperdiçado.

Nos setores de Educação e Infraestrutura, os secretários disseram aos vereadores que o Governo está reformando duas escolas na cidade. Já o diretor da CEA explicou restabelecimento da Energia Elétrica no município e um plano de obras em áreas da cidade que possibilitarão a melhoria da qualidade do serviço no município.

O secretário Marcos Roberto anunciou a construção, em 2012, de um presídio em Laranjal do Jari. O comandante da PM disse aos vereadores que fortalecerá o efetivo e o comandante do CBM listou as ações dos bombeiros na cidade durante a última enchente, destacando o apoio do governador no socorro às vítimas da cheia.

BR 156

O secretário de obras explicou aos legisladores que está se empenhando, junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para conseguir a Licença Ambiental para as obras da BR 156, trecho Sul, que dá acesso ao Laranjal do Jari.

La-Roque disse ainda que o projeto para o início das obras, previsto para o segundo semestre de 2012, é responsabilidade do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Denit), mas que tem cobrado, junto ao órgão Federal, a entrega do projeto.

O titular da Setrap também se comprometeu em executar a manutenção da estrada quando cessarem as chuvas, ação que não foi feita na gestão passada, para que em 2012, durante o período de inverno a pista não fique do jeito que está, causando transtornos aos cidadãos de Laranjal do Jari.

“Estamos trabalhando para tirar o Laranjal do Jari, assim com o Estado como um todo, do abandono que sofreu nos últimos oito anos. Construiremos um novo momento, diferente do passado, onde não se viu melhoria da saúde, BR156, Educação, infraestrutura e todos os outros pontos discutidos aqui não andaram”, finalizou o governador.

Reconhecimento e agradecimento

Ao final da reunião, os vereadores agradeceram a oportunidade de expor as demandas do município e os esclarecimentos do governador e secretariado sobre ações em andamento e que serão executadas em Laranjal do Jari. Os legisladores também agradeceram a melhoria da Energia Elétrica na cidade e a boa atuação da Defensoria Pública no município.
Elton Tavares
 Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Moradores da zona Sul de Macapá elegem prioridades em PPA

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, participou, nesta segunda-feira, 4, na Escola Estadual Raimunda Virgulino, localizada na zona Sul de Macapá, da 17° escuta pública do Plano Plurianual Participativo (PPA). A Caravana popular, composta por secretários de Estado, identificou demandas da região relatadas pelos moradores do bairro das Pedrinhas e redondezas.

O PPA definirá como o Poder Executivo trabalhará em benefício da população e para o desenvolvimento sócio econômico do Estado, nos quatro anos da gestão de Camilo Capiberibe. Após visitar os 16 municípios do Amapá, o plano será encaminhado para a apreciação da Assembléia Legislativa.

Para o representante da sociedade civil, Raimundo Guedes, as prioridades eleitas pelos moradores serão atendidas. Ele também agradeceu pela oportunidade de falar diretamente ao governador e secretariado.

“Ficamos felizes com essa oportunidade de expressar nossas necessidades. Temos certeza que nossas prioridades serão atendidas e agradecemos ao governador Camilo Capiberibe e sua equipe pela chance de dizermos quais são nossas demandas”, disse Raimundo Guedes.

Segundo o titular da Secretaria de Estado de Orçamento e Tesouro (Seplan), Juliano Del Castilo Silva, essa é a chance que a sociedade tem de nortear as ações do governo. O secretário também explicou a sociedade que o Poder Executivo já está trabalhando para a melhoria da zona Sul e de Macapá como um todo.

“Assumimos o governo com muitas dificuldades, mas acreditamos na gestão participativa. Vamos atender somente as prioridades. Essa é uma decisão corajosa do governador Camilo Capiberibe, já que o Estado não tem como resolver tudo a curto prazo. Existem muitas ações que são de responsabilidade da Prefeitura de Macapá, mas o Governo fará um grande esforço para atender as demandas emergenciais listadas no PPA”, afirmou o secretário.

Ausência e descaso

O governador lamentou a ausência do prefeito de Macapá, Roberto Góes, em todas as plenárias realizadas na cidade, sendo uma no Arquipélago do Bailique e quatro na capital amapaense. Camilo Capiberibe afirmou que, em todos os municípios em que o PPA passou, os gestores municipais prestigiaram, já que as escutas públicas identificam quais ações e projetos do governo devem ser efetuados nos quatro anos da gestão atual.

“É uma pena, esse é o nosso compromisso. Queremos governar democraticamente em conjunto com a sociedade. A ausência do prefeito de Macapá em todas as plenárias mostra o descaso do gestor para com a população da capital amapaense. Pois quanto mais perto estamos do povo, mais nós saberemos do que o cidadão precisa”, pontuou o governador.

Política para Habitação e preocupação

Durante seu pronunciamento, o governador do Amapá anunciou que está desenvolvendo uma política para Habitação para beneficiar os moradores que residem na zona Sul da capital amapaense, mais precisamente nos bairros Pedrinhas e o Congós, onde serão construídas mil residências aos cidadãos, 500 em cada bairro.

Entretanto, Camilo Capiberibe disse que está preocupado, pois o Alvará para a licitação das obras depende da Prefeitura de Macapá, que não tem demonstrado boa vontade para com as ações do Poder Executivo.

Reivindicações

Na plenária, as prioridades eleitas pelos moradores foram a manutenção do Canal das Pedrinhas; construção de creches no bairro; reforço na Segurança Pública; asfaltamento de vias do bairro Zerão; Construção de um Cais nas Pedrinhas; construção de um Centro de Convivência para Idosos no Zerão; reforma de passarelas no Congós e Jardim Felicidade.

Também foi reivindicado a construção de uma escola no Pólo Hortifrutigranjeiro da Fazendinha e iluminação pública naquela comunidade do distrito, além da pavimentação do ramal que leva ao local; conclusão do muro de arrimo do Araxá; apoio ao comércio de madeira nos bairros Pedrinhas e Igarapé da Fortaleza.

Ao final da escuta, os secretariados esclareceram dúvidas e explicaram o que está em andamento na zona sul e o que será executado na área, de acordo com as reivindicações dos moradores que compareceram a plenária.

“Iremos construir um governo em parceria com o povo, não é fácil, mas é o nosso objetivo”, finalizou o governador.

Além do governador e secretários de Estado, também compareceram a vice-governadora, Dora Nascimento, vereador Washington Picanço, representantes de associações de classe, sindicatos e imprensa.

Elton Tavares
 Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Governador paga dívida herdada de gestão passada com MPE/AP

                                                                  Foto: Márcia do Carmo.
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, assinou, nesta sexta-feira, 1, no Auditório do Ministério Público do Estadual Amapá (MPE/AP), o Termo Aditivo ao Acordo Extrajudicial entre Ministério Público do Estado do Amapá e Governo do Estado. A medida retoma o pagamento de uma dívida da gestão passada, por conta de um acordo entre o governo passado e o Ministério Público. O repasse quitará as parcelas restantes que não eram pagas desde novembro de 2009.
A ação consiste no pagamento de reposição salarial 11,8% dos funcionários do MPE/AP, que será quitado em seis parcelas de R$ 373 mil. A primeira parte do repasse foi realizada hoje.
Durante seu pronunciamento, a procuradora geral do Ministério Público agradeceu a sensibilidade do governador para com os serventuários do MPE/AP.
“Este é um momento muito importante e aguardado pelos servidores do MPE/AP. O convênio mostra o a sensibilidade do governador com os servidores do Ministério Público Todos, como família ministerial, agradecemos a colaboração do governo em saudar este compromisso com os nossos membros e serventuários”, afirmou Ivana Cei.
Segundo o titular da Secretaria de Estado do Planejamento (Seplan), Juliano Del Castilo Silva, por determinação do governador, a Seplan fez um cronograma para planejar o repasse e atender a reivindicação do MPE/AP.
“ Os trabalhadores estavam sendo prejudicados com a quebra do acordo. A gestão passada não honrou o compromisso e não pagou 12 parcelas do aditivo”, disse o secretário.
De acordo com o governador, o Poder Executivo está pagando uma série de dívidas herdadas pelo governo passado. Camilo Capiberibe disse ainda que essa é uma demonstração de sua confiança na capacidade do Ministério Público Estadual.
“É com um grande esforço que faremos estes repasses, por conta condições financeiras do Estado. Herdamos muitas dívidas da gestão passada, mas sabemos da necessidade do servidor se sentir motivado para desenvolver suas atividades”, destacou o governador.
Além do governador, procuradora geral de Justiça e titular da Seplan, participaram da solenidade a primeira dama do Amapá, Cláudia Camargo Capiberibe, o presidente da Associação de Membros do Ministério Público do Amapá (AMPAP), João Paulo Forlan, o presidente da Associação de Servidores do Ministério Público (Assemp), Almir Calins e o procurador geral do Estado, Márcio Figueira e servidores do MPE/AP.
Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Governador prestigia Formatura de novos sargentos da PM

                                                                         Foto: Márcia do Carmo.
O governador Camilo Capiberibe, prestigiou, nesta quinta-feira, 30, no Quartel de Comando da Polícia Militar do Amapá (PM/AP), a Formatura do Curso de Formação de Sargentos (CFS) da PM. Ao todo, 118 novos oficiais concluíram a capacitação. A ação valoriza o servidor da corporação e fortalece a Segurança Pública do Estado.

No CFS, iniciado em fevereiro de 2011, foi realizado no Centro de Formação e Aperfeiçoamento da PM. Entre as instruções recebidas no curso, os militares receberam instruções sobre Técnicas de Abordagens, Policiamento Comunitário, Policiamento Ostensivo, Método Giraldi, Direito Processual Penal e Direitos Humanos.

Durante a solenidade, o governador entregou a Medalha do Mérito Intelectual a Sargento PM Núbia Lopes, que foi a primeira colocada no CFS. A honraria foi criada para recompensar militares que se destacam em cursos de formação

O comandante da PM/AP, coronel Pedro Paulo Rezende, disse que, somente em seis meses da gestão de Camilo Capiberibe, a Polícia Militar foi fortalecida. Ele listou ações importantes como entrega de motocicletas, equipamento e viaturas.

“O governador prioriza a Segurança, pois Camilo Capiberibe quitou dívidas, chamou policiais concursados, comprou veículos, alugou viaturas e adquiriu armamento. A PM recebeu mais investimento em seis meses de Governo, mais do que em todo o ano de 2010”, disse o comandante.

Segundo o governador, sem equipamento e condições de trabalho, a Polícia fica impedida de realizar suas atividades. Camilo Capiberibe disse que, além de reforço no efetivo da corporação e adquirir novas viaturas, é preciso combustível suficiente para o policiamento. Para tal, ele se comprometeu em garantir a gasolina e óleo Diesel necessário para que as ocorrências sejam atendidas.

“Quero parabenizar todos os 118 formandos, que atingiram um grau mais elevado dentro de suas carreiras. Estes novos sargentos possuem agora mais responsabilidade dentro de sua função, que é garantir segurança pública no Amapá. Nós temos feito um grande esforço para estruturar nossa polícia para a manutenção da ordem.”, afirmou o governador.

                                                                   Foto: Márcia do Carmo.
 
Retomada da Polícia Comunitária

Durante seu pronunciamento, o governador afirmou que está trabalhando para reforçar a Polícia Interativa Comunitária, que consiste na aproximação do policial com a comunidade, iniciada há cerca de 10 anos. Conforme Camilo Capiberibe, o Amapá foi um dos Estados pioneiros no modelo de policiamento, que posteriormente foi adotada no resto do país.

“Este é mais um avanço na segurança pública. Queremos garantir a estrutura necessária para que nosso cidadão tenha paz e tranquilidade. É o Governo trabalhando para dar mais tranquilidade para o nosso povo”, finalizou o governador.

Também compareceram ao evento a deputado estadual Cristina Almeida (PSB), secretários de Estado, o comandante do Corpo de Bombeiros do Amapá (CBM/AP), coronel Miranda, o chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), coronel Corrêa, o diretor do Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), Nixon Kennedy, centenas de militares e suas respectivas famílias.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Governador participa do lançamento do PAC 2 no Amapá

                                                                            Foto: Antônio Sena.
O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, participou, nesta quarta-feira, 29, no auditório da Justiça Federal, em Macapá, do lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento II (PAC 2) no Estado. A solenidade contou com a presença do presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Carlos de Carvalho Queiroz Filho, que veio a capital amapaense para oficializar a implementação do programa.

O PAC 2 tem o objetivo de levar saneamento básico aos 16 municípios do Amapá. De acordo o presidente nacional da Funasa, o Plano de Aceleração do Crescimento II, que atenderá somente obras de água e esgoto, destinará recursos aos municípios que necessitam destes serviços.

Segundo ele, as novidades para a segunda etapa do plano federal são as contrapartidas, que serão dispensadas, e todos os municípios que tiverem projetos adequados as especificações do governo federal, poderão acessar os recursos até o dia 15 de Julho de 2011.

O governador disse que essa aproximação entre os municípios, Estado e governo federal em torno de um objetivo comum, que é a melhoria da qualidade de vida do cidadão, é válida. Camilo Capiberibe ressaltou que melhorar o problema do saneamento básico do Amapá é, além de uma questão de saúde pública, o respeito para com a dignidade do cidadão.

“A união dos municípios, Estado e governo federal é muito importante. Só assim mudaremos a realidade que vive o Amapá. Saneamento é uma política social determinante, pois é saúde. Melhorar estes serviços é mostrar respeito para com a dignidade do cidadão e melhoria de vida do nosso povo, no interior e na capital”, pontuou o governador.

Governo trabalhando em prol da população do Amapá

O governador disse, durante seu pronunciamento, que a Agência de Desenvolvimento do Amapá (Adap) auxiliará todos os municípios que precisarem de projetos para o acesso aos recursos do PAC 2. Ele afirmou ainda que todos os cidadãos têm direito ao saneamento, não só das maiores cidades, mas também ribeirinhos e moradores de comunidades pequenas do Estado.

“A Adap formulará projetos para as prefeituras que necessitarem de ajuda para o acesso dos recursos federais. Faremos tudo para conseguir este avanço para o Amapá como um todo, não só na capital, mas em todas as nossas cidades, pois nosso compromisso é com todos que residem neste Estado”, enfatizou o governador.

Camilo Capiberibe disse também que a Companhia de Abastecimento de Água e Esgoto (Caesa), que já executa serviços para a melhoria do saneamento básico em Macapá e no interior, se emprenhará com equipes técnicas e operacionais para as obras do PAC 2 em todo o Estado.

“Estamos executando obras importantes do PAC 1 em Macapá, Santana e Laranjal do Jari. Com o PAC 2, trabalharemos para construir infraestrutura para beneficiar com saneamento básico todos os municípios do Estado”, disse Ruy Smith, presidente da Caesa.

Opinião do judiciário

De acordo com o juiz federal, João Bosco, este é um momento novo na história do Amapá. O magistrado disse que essa união de poderes é positiva e ajudará na melhoria da saúde da população no Estado.

“Estamos virando uma página no Amapá. O governador Camilo Capiberibe mostra boa vontade em melhorar a qualidade de vida do cidadão”, destacou o juiz.

Além do governador, titular da Caesa, presidente nacional da Funasa e juiz federal, prestigiaram o evento o presidente nacional da Fundação Nacional de Saúde, José Roberto, secretários de Estado, deputados estaduais, prefeitos de municípios, imprensa e sociedade civil.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Governador entrega viaturas para órgãos da Segurança Pública

                                                                      Foto: Márcia do Carmo.

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, entregou, nesta terça-feira, 28, ao lado do Teatro das Bacabeiras, 18 novas viaturas aos órgãos de Segurança Pública do Estado.

Destes, 15 veículos, tipo ranger cabine dupla, são provenientes de convênios, no valor de R$ 886.314,15, com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), com contrapartida do governo Estadual. E três pick-ups foram doadas pelo Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci). A medida visa dinamizar o policiamento ostensivo e melhorar a segurança do cidadão amapaense.

De acordo com o titular da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Marcos Roberto, cada automóvel foi adquirido ao preço de R$ 61.500,00. O secretário explicou que as viaturas serão divididas entre a Polícia Militar do Amapá (PM/AP), que receberá seis veículos, quatro deles destinados ao Batalhão de Operações Especiais (Bope), um para o Batalhão de Trânsito, um para o 7º Batalhão do município de Porto Grande e um para o Grupo Tático Aéreo (GTA).

Marcos Roberto disse ainda que o Corpo de Bombeiros Militar (CBM/AP) receberá três veículos, resultados de doação feita pelo Pronasci. Para o titular da Sejusp, a ação fortalece as atividades policiais no Amapá. O secretário ressaltou que os órgãos que compõem a Segurança Pública no Estado têm atuado com o apoio do governador.

O governador afirmou que os novos veículos fazem parte da reestruturação da segurança pública. Camilo Capiberibe ressaltou que somente em seis meses de sua gestão, o investimento no setor já ultrapassou o do ano passado. Ele ressaltou que a medida faz parte do novo modelo de defesa social do Amapá. Um compromisso assumido por ele.
 

“Fizemos investimentos para que haja o enfrentamento imediato da criminalidade. Chamamos concursados da PM, mas não adianta se os policiais não tiverem carros e combustível. Portanto, estamos trabalhando e dando condições para que a polícia faça seu trabalho e garanta paz e tranquilidade ao cidadão amapaense. Segurança é tão importante, quanto saúde e educação”, disse o governador.

Outras medidas

O governo estadual já alugou 15 carros, que são usados na investigação de casos policiais. O governador também afirmou que o Estado alugará mais 30 automóveis, em caráter emergencial, para reforçar o combate ao crime no Amapá. Outra novidade é que o Poder Executivo está negociando um helicóptero para o GTA, junto ao Ministério da Justiça.

“Na gestão passada, usavam somente recursos federais para equipar nossas polícias. Como se o dinheiro do Estado não servisse para nada. Agora não, estamos fazendo investimentos. Por exemplo, o Ministério da Justiça queria nos ceder um helicóptero esquilo, que não é igual ao que GTA tinha. Queremos um helicóptero que tenha condições de fazer operações que este modelo não tem. Pois temos compromisso com a segurança do povo”, pontuou Camilo Capiberibe.

Além do governador e o titular da Sejusp, participaram da solenidade o comandante do CBM deputado Federal Vinícius Gurgel, secretariado do governo do Estado, imprensa e a sociedade civil.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social

Caravana popular realiza PPA na zona Norte de Macapá

                                                                         Foto: Antônio Sena

O governador do Amapá, Camilo Capiberibe, participou, nesta segunda-feira, 27, na Escola Estadual Mariam Meriam, localizada na zona Norte de Macapá, da 15° escuta pública do Plano Plurianual Participativo (PPA). Por meio de plenária, a caravana popular, composta por secretários de Estado, identificou demandas da cidade e de comunidades que compõem o município.

Segundo o titular da Secretaria de Estado de Orçamento e Tesouro (Seplan), Juliano Del Castilo Silva, o PPA ditará os programas e ações do governo estadual até o final da gestão atual. Durante seu pronunciamento, o titular da Seplan listou ações do governo nestes seis meses.

De acordo com o governador, o PPA dá voz e vez ao cidadão. Assim, os moradores podem dizer aos gestores onde os recursos devem ser aplicados. Camilo Capiberibe ressaltou também que, mesmo antes da plenária, o governo já executa ações importantes para a melhoria da qualidade de vida do povo que reside na área.

“Já lançamos e retomamos obras que beneficiam os moradores da zona Norte, como a Rodovia Norte Sul, no valor de R$ 40 milhões. Estamos trabalhando para normalizar o abastecimento de água e energia elétrica para essa área e até o agosto de 2011, a zona Norte contará com mais sete viaturas para o policiamento ostensivo. Hoje o cidadão elegeu suas prioridades e nós atenderemos. Estamos avançando devagar, mais com responsabilidade”, afirmou o governador.

Regularização de terrenos

Em seu discurso, o governador explicou que o Instituto de Meio Ambiente e Ordenamento Territorial (Imap) está trabalhando para regularizar os moradores que vivem em áreas de invasão na zoa Norte. “Estamos trabalhando para assentar os cidadãos que precisam, é um compromisso nosso com o povo”, explicou Camilo Capiberibe.

Falta de vontade política da Prefeitura de Macapá

Camilo Capiberibe disse ainda que, durante encontro com o prefeito de Macapá, Roberto Góes, propôs ao gestor municipal o repasse das obras do Shopping Popular, no centro da capital, e Hospital Metropolitano, localizado na zona Norte da cidade, além da pavimentação da avenida Mato Grosso, para melhoria do trânsito no local. Segundo o governador, assim sobraria recursos para a Prefeitura asfaltar Macapá, mas a parceria não foi aceita.

“Sugerimos que a Prefeitura de Macapá repassasse a obra do Hospital Metropolitano, parada desde o final de 2004, para executarmos, pois temos compromisso com a saúde do cidadão. Tanto que repassamos R$ 250 mil de contrapartida ao Poder Executivo Municipal, para o acesso a verba federal, visando a conclusão da casa de saúde. Mas, o prefeito não aceitou a parceria, a exemplo do Shopping Popular e avenida Mato Grosso, todas benfeitorias importantes para a melhoria da qualidade de vida dos que residem na zona Norte”, destacou o governador.

Reivindicações dos moradores da zona Norte de Macapá

Na plenária, as prioridades eleitas pelos moradores foram a construção de uma escola e uma arena no bairro Amazonas; construção de um centro educacional no Novo Horizonte; criação de um ambulatório para tratamento de portadores de HIV; pavimentação de vias; construção de uma arena no São Lázaro; remanejamento de moradores das áreas alagadas do São Lázaro para um assentamento e melhoria do policiamento.

Os cidadãos também pediram a pavimentação de vias que ligam o Jardim I ao Jardim II; reforma da Escola e da Arena do Jardim Felicidade e incentivo de projetos esportivos e sociais no bairro; construção de um Centro Comunitário no Abacate da Pedreira, reforma do porto do local e criação de uma Escola Técnica na localidade, além do reforço no policiamento da área.

Também foi reivindicada a reforma da Ponte do Rio Pedreira e a melhoria do ramal do Bonito, que dá acesso a localidade, além da colocação de uma caixa d’água para a melhoria do abastecimento do produto na área; construção de um Centro de Convivência no bairro Infraero II, a fim de incentivar a cultura no local; normalização da energia elétrica no Jardim Caranã e fortalecimento da infraestrutura no Novo Horizonte (água, energia elétrica e escola).

Conforme as reivindicações, ao final da primeira etapa do PPA na zona Norte, secretários de Estado explicaram para os presentes sobre medidas já adotadas e ações que estão e que serão desenvolvidas na área.

Bairros e comunidades

Além do governador e secretários de Estado, participaram da plenária os moradores dos bairros Novo Horizonte, Infraero I e II, Brasil Novo, Jardim Felicidade I e II, Ilha Mirim, Ipê, São Lázaro, Renascer, Sol Nascente, Morada das Palmeiras, Amazonas e comunidades Abacate da Pedreira, Jardim Caranã e Curiaú. A vice-governadora Dora Nascimento, vereador Washington Picanço, representantes de associações de classe, sindicatos e imprensa também compareceram.

Elton Tavares
Assessor de Comunicação Social
Secretaria de Estado da Comunicação Social