Hoje rola a Exposição 13 Gatos Pretos


Data: 13/04/2012
Endereço: Na AV. FAB – A Casa do Daniel Nec, qu fica ao lado da Federação de Futebol, em frente à Piscina Olimpica, próximo ao Colégio Tiradentes, no bairro Santa Rita. 
Entrada: Franca.

Fonte: http://eusoudonorte.blogspot.com.br/

SESC fará exposição de homenagem ao Professor Antônio Munhoz Lopes


A partir do dia 20 de abril os amantes das artes e da história amapaense poderão se deleitar com a trajetória de vida de uma das pessoas mais influentes e reconhecidas do Amapá, o Professor Antônio Munhoz Lopes.

Todo esse caminho será retratado em uma exposição do SESC Amapá, denominada “Antônio Munhoz em Memórias e Nuances”, que através de fotografias, telas, cartas, indumentárias, móveis e objetos do personagem homenageado retratarão a vida desse, que é reconhecido como “O Mestre” das grandes personalidades do Amapá, além de ser cofundador do Bloco dos Sujos, A Banda, que é o maior bloco de rua do Norte do Brasil.

A exposição iniciará no dia 20 de abril, às 19h, na Galeria de Artes Antônio Munhoz Lopes, no SESC Araxá, e contará com a presença ilustre do homenageado, que estará deleitando os presentes com alguns relatos e lembranças de sua vida.

Além da exposição, nesse dia será iniciado um documentário, realizado em parceria com o Museu da Imagem e Som (MIS), com o objetivo de fazer o recorte cinematográfico da exposição para demonstrações futuras.


A exposição ficará aberta ao público na Galeria do SESC Araxá até o dia 20 de maio, das 08 as 12 e das 14 às 18. 

Antônio Munhoz Lopes:


Antes de virar cidadão do mundo, lá trás, em outubro de 1959, trazido por Janary Nunes, chegava à Macapá proveniente de Belém, sua terra natal, o  jovem cheio de sonhos chamado Antônio Munhoz Lopes.

Que antes de conhecer e conquistar as maravilhas do planeta em busca de novas culturas, conhecimento e prazer, Antônio primeiro conquistou os macapaenses e a cidade de Macapá, como cidadão e docentes de literatura do Colégio Amapaense.

Isso quer dizer que Antônio Munhoz não só conquistou o povo amapaense, mas se tornou um de nós ao se entregar de corpo e alma a tarefa nada fácil de nos compreender culturalmente e ajudar a lapidar a juventude do Amapá para um futuro melhor. 

O melhor Cosplay do mundo!



Cosplay é nada mais que “a representação de um personagem à caráter”. Em palavras mais simples e exemplificadas: É quando um nerd se veste de um Pokémon ou de Thundercats.


Mas como esse mundo não é só feito de vergonha alheia, algumas coisas nos surpreendente! Como esse cosplay do quadro e auto-retrato mais famoso de Vincent Van Gogh.


Chupa, Picasso!


Fonte: http://www.jacarebanguela.com.br/

Começou hoje o 1º Encontro Amapaense de Histórias em Quadrinhos: gás novo a nona arte!


O 1º Encontro Amapaense de Histórias em Quadrinhos surge como a comemoração, no estado, do Dia Nacional dos Quadrinhos, 30 de janeiro. Este dia foi instituído pela Associação dos Quadrinhistas e Cartunistas de São Paulo em 1984 e, ano após ano, vários eventos com foco na nona arte têm surgido em vários estados da federação. Essa dinâmica de eventos reflete o crescimento geral do público apreciador e consumidor de HQs. No Amapá, a tendência se repete e dá sinais de fortalecimento, daí a necessidade de se pensar em um evento que possa aglutinar vários agentes ligados ao ciclo produtivo das HQs para debaterem o setor e sua realidade peculiar no contexto amapaense.


Nos últimos anos, as histórias em quadrinhos têm conquistado novos espaços e demonstrado sua capacidade de utilidade em vários contextos: no estímulo à leitura, como material didático, filosófico, lúdico e como entretenimento. Todo esse potencial e versatilidade das HQs cria o cenário viável para a realização deste evento no Amapá.


O Museu da Imagem e do Som abraçou a causa do 1º Encontro Amapaense de Histórias em Quadrinhos por acreditar no potencial que o segmento demonstra ter e pela demanda que os agentes culturais do mesmo nos trouxeram. A parceria está efetivada. Vamos adiante! Abaixo a programação para todo mundo ficar de olho no que vai rolar.


Dia: 28/01
14h – Exposição de HQs
15h – Oficina de Roteiro para História em Quadrinhos
Local: Auditório do Museu da Imagem e do Som
(segundo piso do Teatro das Bacabeiras)
Instrutor: Ivan Carlo (Gian Danton)- Coordenador do Curso de Comunicação Social da Unifap – Roteirista da MAD
18h – Roda de conversa com o monstruoso cartunista Ronaldo Rony especialista em vários istas – Autor do livro de cartuns “Papo Casal”, “Ícaro” e “A chave da Porta da Poesia”;
Local: Auditório do Museu da Imagem e do Som
20h – Mostra do filme: Dossiê Rê Bordosa


Dia: 29/01
14h – Exposição de HQs
14h – Oficina de Desenho
Instrutor: Otoniel Oliveira
– Autor das grafics novels “Belém Imaginário” e “Encantaria”. Foi um dos desenhistas e roteiristas selecionados para o MSP50, edição de comemoração de 50 anos de produção das personagens Mauricio de Souza.
Local: Auditório do Museu da Imagem e do Som
(segundo piso do Teatro das Bacabeiras)
18h – Grupo de trabalho
Tema: A formação de um coletivo de HQs no Amapá
20h – Mostra do filme Anti-Herói Americano 


Dia: 30/01
14h – Exposição de HQs
14h – Oficina de criação de personagens
Instrutora: Moara Negreiros Trabalha com design gráfico e de produto, Ilustração, fotografia, edição de vídeo,diagramação; Cursa o último semestre da graduação em design no Centro de Ensino Superior do  Amapá – CEAP;
18h – O mercado editorial brasileiro
Local: Auditório do Museu da Imagem e do Som – MIS (segundo piso do Teatro das Bacabeiras)
Instrutor: Ivan Carlo (Gian Danton)- Coordenador do Curso de Comunicação Social da Unifap – Roteirista de HQs
19h – Mostra do filme: A origem dos Super-heróis 
20h30 – Programação cultural de encerramento
Fonte: http://museudaimagemedosom.blogspot.com/

Vernissage DEZconstroEM 30 DIAS inicia hoje

Hoje (6), às 19 horas, a Galeria de Artes do Sesc Araxá abre suas portas para um grande e híbrido encontro com 10 artistas do coletivo amapaense Catita, do qual fazem parte tatuadores, desenhistas, grafiteiros e designers.
Daniel Nec, Carla Antunes, Ronaldo Rony, Vitória Gurgel, Marconi Silva, Moara Negreiros, Fellipe Fonseca, Jenifer Nunes, Rogério Araújo e Edricy França trabalham com vertentes distintas do desenho e mostrarão – ao vivo – um pouco de suas habilidades pictóricas.

A reunião expográfica DEZconstroEM 30 DIAS abrangerá pinturas, desenhos, vídeos, cartazes, lambe-lambe, escultura e instalação. Os 10 artistas ficarão durante o período de exposição em processo de construção e desconstrução do fazer artístico.

Diversificada, dinâmica, ondulante e mutável, a exposição tem o objetivo de enfatizar a interatividade intrínseca a qualquer intervenção artística, prática que gera atitudes e pensamentos espontâneos e reflexivos.

Serviço:
Vernissage DEZconstroEM 30 DIAS (segunda temporada)
Hora da abertura: 19h
Local: Galeria Antônio Munhoz Lopes – Sesc Araxá (Zona Sul de Macapá/AP).
A exposição ocorrerá durante todo o mês de janeiro e a entrada é franca.

DEZconstruindo o Cubo Branco

Hoje (25), às 19 horas, a Galeria de Artes do Sesc Araxá abre suas portas para um grande e híbrido encontro com 10 artistas do coletivo amapaense Catita, do qual fazem parte tatuadores, desenhistas, grafiteiros e designers.


Daniel Nec, Carla Antunes, Ronaldo Rony, Vitória Gurgel, Marconi Silva, Moara Negreiros, Fellipe Fonseca, Jenifer Nunes, Rogério Araújo e Edricy França trabalham com vertentes distintas do desenho e mostrarão – ao vivo – um pouco de suas habilidades pictóricas.
A reunião expográfica DEZconstroEM 30 DIAS abrangerá pinturas, desenhos, vídeos, cartazes, lambe-lambe, escultura e instalação. Os 10 artistas ficarão durante o período de exposição em processo de construção e desconstrução do fazer artístico, em datas devidamente estabelecidas e divulgadas.
Diversificada, dinâmica, ondulante e mutável, a exposição tem o objetivo de enfatizar a interatividade intrínseca a qualquer intervenção artística, prática que gera atitudes e pensamentos espontâneos e reflexivos.
Serviço:
Vernissage DEZconstroEM 30 DIAS
Hora da abertura: 19h
Período de exposição: 25 de novembro a 25 de dezembro de 2011
Local: Galeria Antônio Munhoz Lopes – Sesc Araxá (Zona Sul de Macapá/AP)

Final do 1º Festival de Música da Assembléia Legislativa e minha torcida pelo Grupo Pilão

                                                  Foto: http://fernando-canto.blogspot.com/

O 1º Festival de Música da Assembléia Legislativa do Amapá faz parte do aniversário de 20 anos da referida casa de leis. A finalíssima do concurso acontecerá amanhã, 19, às 19h, em frente a sede do parlamento amapaense, localizado na Avenida Fab com Rua Leopoldo Machado, no centro de Macapá.

A eliminatória aconteceu no último sábado, 15, no Centro Cultural João Batista de Azevedo Picanço. Ao todo, 20 músicas concorreram e somente 12 foram classificadas para a final. Serão avaliados a música, arranjo e interpretação. A premiação será R$ 7 mil para a canção vencedora, R$ 3 mil para o segundo colocado e R$ 2 mil para a 3ª melhor música.

                                                    Foto: Blog Canto da Amazônia.

As 12 músicas finalistas farão parte de um CD comemorativo. A coordenação do Festival está a cargo da Associação dos Músicos e Compositores do Amapá (AMCAP). As canções classificadas para a final são (respectivamente compositor e interprete):

01     POROC POROC     – Jerônimo B. de Souza / Edmilson P. Jacques     Alber Matos.
02     MEU FORTE     – Dilean Monper / Diule Monper (não usar b.base) –    Deize Silva.
03     ANALOGIA     – Fernando Canto     Grupo Pilão. 
04     MENINA DO RIO AMAZONAS     – Taty Taylor  / Taty Taylor.
05     A PAUSA     Sérgio Sales  –   Ingrid Sato.
06     REDENÇÃO      – Paulo Bastos / Brenda Melo.
07     AMAPÁ     Mauro Guilherme     Celine Guedes. 
08     AQUÁRIO DAS MARÉS    –  Ademir Pedrosa / Osmar Junior-  Brenda Fernades.
09     CANTO MINHA FÉ   – Taty Taylor /  Taty Taylor.
10     MEU LAGUINHO QUERIDO     Fernando Canto / Manoel Cordeiro  –   Grupo Pilão.
11     PRECES LOUVORES E BATUQUE   –  Cléverson Baía/ Cléverson Baía.
12     NA PONTE   – Paulo Bastos/  Brenda Melo.

Ah, por dois motivos, vou torcer pelas duas músicas do Grupo Pilão. Primeiro pelas canções, que são muito boas. Segundo, pelo poeta e escritor Fernando Canto, meu amigo “Barba”. Mas a minha preferida é “Analogia”.

Elton Tavares

Hoje tem Branca no Samba

A cantora e compositora amapaense Ana Martel realizará hoje, no Bar e Restaurante Norte das Águas, o show Branca no Samba. A artista mistura Samba, Bossa Nova, Batuque e Marabaixo com maestria.
O vasto repertório de Ana, que mescla canções de sua autoria (a maior parte do setlist) e músicas de grandes compositores do Brasil é primoroso. Enfim, a apresentação é diversão garantida. Eu vou e recomendo!
Serviço:
Show Branca no Samba, da cantora Ana Martel
Hora: 21h
Data: 04/10/11
Local: Bar e Restaurante Norte das Águas, localizado no Complexo do Araxá, zona Sul de Macapá.
Realização: Sônia Canto Produções.
Elton Tavares